Da Redação

Com conclusão prevista para outubro de 2017, obra vai permitir a captação de 4,7 mil l/s de água, volume suficiente para atender 1,5 milhão de pessoas

As obras do Sistema Produtor de Água São Lourenço seguem a todo vapor. O governador Geraldo Alckmin realizou nesta segunda-feira, 1, uma inspeção técnica à maior obra hidrográfica do país.

Com conclusão prevista para outubro de 2017, o futuro sistema vai permitir a captação de 4,7 mil l/s (litros por segundo) de água, volume suficiente para atender 1,5 milhão de moradores dos municípios de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista. Desse total, cerca de 1,1 milhão são abastecidos pelo Cantareira.



"Aqui em Vargem Grande Paulista tem a grande ETA, a Estação de Tratamento de Água. Hoje nós estamos com mais de 2.500 pessoas trabalhando nessa grande obra, devemos ultrapassar 3.500 pessoas trabalhando até o final do ano. Vamos acelerar as obras para ter mais água de qualidade na Região Metropolitana de São Paulo e menor dependência do [Sistema] Cantareira", disse o governador.

O projeto prevê a construção da Estação de Tratamento de Água em Vargem Grande Paulista e reservatórios para armazenar até 125 milhões de litros d´água. Além disso, a Sabesp protocolou pedido na Aneel e no Daee para aumentar a outorga do futuro sistema para 6,4 mil l/s. Se for aprovado esse acréscimo, será possível abastecer mais 500 mil moradores de Santana do Parnaíba, Carapicuíba e Osasco, que hoje são exclusivamente atendidos pelo Sistema Cantareira.



A captação do São Lourenço acontece na represa Cachoeira do França, em Ibiúna. Serão instalados 83 km de adutoras (grandes tubulações), incluindo um túnel de 1.100 metros pela serra e uma passagem por baixo da Rodovia Raposo Tavares. Em parte do trajeto, os tubos chegam a ter 2,10 metros de diâmetro. Um dos pontos principais é o bombeamento da água para superar o desnível de 300 metros da Serra de Paranapiacaba.

Foram assentados mais de três mil metros de adutoras nos municípios de Ibiúna, Barueri e Carapicuíba. A previsão é entregar 26 quilômetros de adutoras até dezembro deste ano. A PPP (Parceria Público-Privada) São Lourenço é uma parceria das construtoras Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa e terá investimento de R$ 2,21 bilhões, em troca da operação do sistema por 25 anos.

Assista ao vídeo clicando aqui

Fotos: A2img / Ciete Silvério

Veja Também

Janeiro 13, 2020

Cursinho popular da USP abre inscrições para 2020

in Educação by Redação
Em parceria com o Sistema de Ensino Poliedro, o MedEnsina - organizado por alunos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - abre 270 vagas para novas turmas em 2020
Janeiro 13, 2020

Castello: Após perseguição, Polícia Rodoviária prende suspeitos e apreende drogas

in Segurança by Redação
Foram apreendidos 26 tabletes de maconha.
Janeiro 13, 2020

Férias: Theatro Municipal oferece visitas guiadas gratuitas pelas dependências do prédio centenário

in Cultura by Redação
O tour é gratuito e os ingressos podem ser reservados pela internet e na bilheteria do Theatro
Janeiro 12, 2020

Obras de restauro no Museu da Língua Portuguesa são concluídas com sistema de combate a incêndio reforçado

in Cidades by Redação
Associação Brasileira de Sprinkers (ABSpk) atuou na revisão do projeto de instalação dos sprinklers, um dos principais sistemas de combate a incêndios
Janeiro 09, 2020

Carnê de cobrança do IPTU, em Cotia, é diferente para contribuintes com dados desatualizados

in Cidades by Redação
Documento de Arrecadação Municipal (DAM) é enviado para quem precisa fazer atualização do CPF junto à Fazenda Municipal
Jan 02, 2020 242

Tarifa branca é opção para consumidores em 2020

A partir de 1º janeiro ela fica disponível para todos os consumidores conectados em baixa…

Visitantes Online:

Temos 385 visitantes e Nenhum membro online