Líder do PSDB no legislativo retirou apoio velado ao prefeito e disse que fará oposição de fato em 2010. “Ele fez muita promessa e não cumpriu nada”, criticou Waltinho.

O prefeito de Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT), vai começar 2010 sem unanimidade no legislativo e agora pode enfrentar oposição de fato ao seu governo, o que ainda não vivenciou no primeiro ano de gestão. O vereador tucano Walter Ferreira do Nascimento, o Waltinho, disse que cansou das promessas do prefeito e garantiu que não vai dar nova chance para o petista neste ano.

“Deixamos ele administrar por vários meses sem bater muito nos seus erros. Mas agora não vamos mais dar mole: vamos partir pra cima e cobrar mais”, afirmou Waltinho. Durante o ano passado, o vereador sempre se declarou como opositor da atual gestão, embora tenha votado a favor dos projetos do prefeito e elogiado diversas iniciativas do Executivo, garantindo unanimidade para Sergio entre os vereadores. Waltinho lidera a bancada do PSDB na Casa, composta ainda pelos tucanos Serginho da Sabesp e José Salvador da Silva, ambos declaradamente governistas.

“Nossa bancada discordou muito no ano passado e acho que poderíamos ter tido uma atuação melhor, ter andado juntos”, avaliou Waltinho, acrescentando que todas as lideranças do PSDB vão se reunir no dia 21 deste mês com o objetivo de traçar as estratégias para 2010, guinando para a oposição.

Segundo ele, os dois colegas também se decepcionaram com o primeiro ano de governo, pois o prefeito não teria cumprido as promessas de campanha. “Ele deixou a desejar em muitas áreas e fez muita fumaça para apresentar pouca atuação”, criticou. “Não vamos dar outra chance para ele em 2010”, frisou.

Dentre as promessas que não foram cumpridas, Waltinho apontou o problema do acúmulo de lixo na cidade, que, na avaliação dele, se intensificou, pois “não houve competência” para resolver a questão. Embora tenha reconhecido que o “caos no lixo” foi herdado da gestão do ex-prefeito Fuad Chucre (PSDB), o vereador ironizou a promessa da atual administração de “moralizar” Carapicuíba e debochou do projeto paisagístico adotado por Sergio no centro da cidade. “As palmeiras deixaram o ambiente ainda mais feio, pois as plantas não pegaram e secaram. Aquilo ficou ridículo”, alfinetou.
Waltinho afirmou que na última semana de 2009 o lixo se acumulou de forma significativa, ao mesmo tempo em que algumas árvores foram replantadas. “O prefeito ficou preocupado com as palmeiras, mas não com o mau cheiro do lixo. O único objetivo delas é esconder os radares que foram implantados para multar a população”, disparou.

Funcionários fantasmas
O tucano reclamou ainda dos serviços prestados pela rede pública de saúde e questionou o fato da prefeitura ainda não ter iniciado a construção do pronto socorro-central da cidade. A unidade será edificada com recursos obtidos através de emenda apresentada pelo deputado estadual Fernando Chucre (PSDB), no valor de R$ 1 milhão. O vereador lembrou também da promessa do prefeito de municipalizar a administração do cemitério, que permanece terceirizado.

Além disso, Waltinho denunciou o descumprimento da promessa de resgatar os salários dos funcionários da prefeitura, já que apenas os secretários municipais receberam aumento no ano passado. “A elevação do piso foi abusiva e acompanhou outro absurdo: hoje, existe mais chefe administrativo do que gente trabalhando, ou seja, mais gente mandando do que executando”, disse.
De acordo com o vereador, a despeito de todas as denúncias de irregularidades que o PT fez à gestão de Fuad, a folha de pagamento da prefeitura, segundo ele, hoje está super-inchada e conta com diversos funcionários fantasmas.

Guilherme Lisboa / Webdiario.com.br)

Foto: Fau Barbosa/Arquivo

Visitantes Online:

Temos 383 visitantes e Nenhum membro online