Por Fau Barbosa

As obras fazem parte do Sistema Produtor de Água São Lourenço que beneficiará diretamente 1,5 milhão de moradores além de reforçar o abastecimento de água na Grande SP.

Começaram na última quinta-feira (10), as obras do Sistema Produtor de Água São Lourenço, que vai ampliar a capacidade de abastecimento da Região Metropolitana de São Paulo.

As obras, iniciadas em Vargem Grande Paulista, beneficiarão diretamente os moradores de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba.

O Governador Geraldo Alckmin esteve em Vargem Grande Paulista onde anunciou, ao lado do prefeito Roberto Rocha, que a obra vai ampliar a capacidade de abastecimento de água da Região Metropolitana de São Paulo em 4,7 mil litros por segundo. A cerimônia foi realizada na Estrada Mineração Ouro Branco, bairro Tijuco Preto, onde será construída a Estação de Tratamento de Água (ETA) do município (leia abaixo).


"Temos seis sistemas de abastecimento de água, e hoje nasce um novo sistema que vai buscar água lá no rio São Lourenço. Será de 6,2 m³ por segundo a capacidade deste sistema, atendendo 1,5 milhão de pessoas da região oeste. Ajuda toda a metrópole e alivia o sistema Cantareira", destacou Alckmin.

A Sabesp tem capacidade instalada para produzir 73 mil litros de água tratada por segundo. O novo sistema vai ampliar esta capacidade para 77,7 mil litros por segundo. "Esta é mais uma ação fundamental para garantir a segurança no abastecimento da Região Metropolitana de São Paulo", afirmou a diretora-presidente da Sabesp, Dilma Pena.

O investimento de R$ 2,21 bilhões será feito integralmente pela empresa vencedora da licitação, uma parceria da Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa.

A entrada em operação do Sistema São Lourenço está prevista para 2018, e a expectativa é que sejam criados 2 mil empregos diretos e indiretos.

Na solenidade estiveram presentes a diretora-presidente da Sabesp, Dilma Pena, o vice-prefeito de Vargem Grande Paulista professor Carlos, os deputados estaduais João Caramez e Marcos Neves, além de prefeitos, vereadores, secretários municipais e imprensa.

ETA Vargem Grande Paulista
O novo sistema vai captar água na represa Cachoeira do França (Ibiúna), que é formada pelo rio Juquiá, e percorrerá uma distância de até 83 quilômetros até os pontos de tratamento, reservação e distribuição. A obra prevê a instalação de uma ETA em Vargem Grande Paulista, estações elevatórias, adutora e reservatórios para armazenar um total de 110 milhões de litros de água bruta.

A ETA-VGP será construída na Estrada Mineração Ouro Branco, bairro Tijuco Preto, numa área de aproximadamente 400 mil m2. De acordo com o Governador, a ETA-VGP será uma das mais modernas.

Ao autorizar a construção da ETA-VGP, o prefeito Roberto Rocha pleiteou algumas contrapartidas da Sabesp visando a melhoria da qualidade de vida da população local. “Esta obra foi muito bem planejada e trará diversos benefícios para nossa cidade. Realizamos diversas audiências públicas para apresentar e discutir com a população a obra e em breve vamos colher bons frutos desta parceria”, destacou Roberto Rocha.

O prefeito também informou que Vargem Grande Paulista será contemplada com outras obras:

- parte da área preservada da ETA, cerca de 80 mil m2, será utilizada como um Parque Temático com pistas de caminhadas para prática de exercícios e a academia ao ar livre;
- pavimentação da Estrada Mineração Ouro Branco, trecho de aproximadamente 2km;
- duplicação Ponte das Lages/Paysage
- pavimentação da Estrada da Bonanza.

Fotos: Fau Barbosa/ Daniela Rossetti

Visitantes Online:

Temos 730 visitantes e Nenhum membro online