Categoria quer ouvir o parecer do prefeito sobre a decisão do Ministério Público.

Por volta das 4h30 da manhã desta terça-feira(2), cerca de 53 vans do transporte alternativo estacionaram em frente à Prefeitura de Cotia. A categoria decidiu ir para o local para ouvir o parecer do prefeito Rogério Franco sobre a decisão do Ministério Público que dá prazo até amanhã, quarta-feira, para a retirada do transporte alternativo das ruas, após descumprimento de TAC. O grupo já havia realizado manifestação na Rodovia Raposo Tavares nesta segunda-feira (saiba mais).

A reportagem do Portal Viva Cotia conversou esta manhã com o presidente da CooperStar,  Wellington dos Santos, o "Léto". "A gente entende que o Ministério Público tem que executar a TAC. Está muito claro no esclarecimento da nota do MP que foi a morosidade da Prefeitura que causou tudo isso."

Segundo ele, a categoria vai entrar com liminar. "Dentro dos trâmites jurídicos vamos fazer tudo o que for possível", relatou, informando que todas as vans do transporte alternativo passaram por vistoria e estão com a documentação ok. "Só não temos os alvarás", afirmou.  No local estão cerca de 100 pessoas. "Estamos falando de 145 alvarás, com 100 carros trabalhando".

O presidente gravou um vídeo durante a madrugada, em frente à Prefeitura, explicando a paralisação. "Estamos buscando o direito de trabalhar, tirado por uma empresa que detém o monopólio na cidade há mais de 60 anos. Infelizmente, não estamos conseguindo levar o nosso sustento para casa e devemos uma satisfação para os nossos usuários. Queremos trabalhar. Nossa manifestação, nossa causa, é pacífica", destacou. "O transporte alternativo cansou de tanta enganação, cansou de aguardar decisões do Poder Público que não foram tomadas em tempo hábil. Vamos continuar até que seja decidido o que vai ser feito com as 600 famílias que dependem do transporte", finalizou. 

Por volta das 12h, o grupo permanecia em frente à Prefeitura de Cotia.

Visitantes Online:

Temos 408 visitantes e Nenhum membro online