Era por volta das 12:30hs dessa sexta-feira (26), quando Josemar Tavares - que dirigia seu caminhão carregado de repolhos com destino ao Ceagesp em São Paulo - tomou um belo susto. Ao tentar fazer a curva no Km 30, descobriu que estava sem freios.

O resultado foi um acidente que envolveu - além do seu caminhão - oito veículos de passeio, um micro-ônibus (lotação) e um caminhão de concreto.

Felizmente não houve vítimas (apenas danos materiais) e um enorme congestionamento na Raposo Tavares em ambos os sentidos. A carga de repolhos ficou espalhada por toda a pista. Helicópteros de redes de televisão logo apareceram para noticiar o acidente.

O Portal Viva conversou com Josemar que nos contou que os freios não funcionaram, e ele, sem ter condições de reduzir a velocidade e controlar o caminhão, acabou batendo na traseira de um carro, vindo posteriormente a capotar. O caminhão permaneceu virado e ocupou duas faixas da pista.

Outros veículos que vinham logo atrás também não conseguiram parar e acabaram colidindo com a carga que ficou espalhada pela pista, bloqueando totalmente a estrada.

“Graças a Deus ninguém se machucou, nem eu” disse Josemar.

Um dos oficiais da Polícia Rodoviária conversou com nossa reportagem, e disse que ainda não se sabia a causa do acidente, mas que os pneus do caminhão acidentado estavam desgastados (carecas), o que pode ter contribuído para o acidente.

Os trabalhos de limpeza e liberação da estrada só foram concluídos por volta das 15:00hs pelas equipes do DER, acompanhadas por uma viatura do Corpo de Bombeiros que foi acionado ao local.

Durante os trabalhos de "desvirada" do caminhão - o que resultou na interdição total da pista por alguns minutos - um carro de resgate do Corpo de Bombeiros com sirenes ligadas, tentava a todo custo passar pelo local interditado.

De acordo com um oficial da Polícia Rodoviária, havia ocorrido um outro acidente com vítimas no Km 17 - sentido São Paulo, e era necessária a presença dos paramédicos no local.

Os trabalhos foram paralisados e aberto um caminho para a equipe médica poder passar.

Na volta à Granja Viana, observamos que o congestionamento já estava na altura do Km 21 sentido Cotia.

Matéria: Fau Barbosa

Fotos: Felipe e Marco Barbosa

Visitantes Online:

Temos 382 visitantes e Nenhum membro online