A diminuição da velocidade máxima de 80 km/h para 70 km/h no Corredor Norte-Sul, formado pelas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, em São Paulo, fez com que o número de acidentes caísse, segundo levantamento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Os dados mostram que do mês em que as mudanças ocorreram nas avenidas 23 de Maio e Rubem Berta, em fevereiro de 2010, até janeiro deste ano, foram registrados 1.215 acidentes. O número indica uma queda de cerca de 28% em relação ao mesmo período entre 2009 e 2010, quando ocorreram 1.687 acidentes.

Em 1º de abril deste ano, outro corredor teve velocidade máxima padronizada, mas desta vez de 70 km/h para 60 km/h: a Ligação Leste-Oeste, formada pelas avenidas Francisco Matarazzo, Alcântara Machado, Conde de Frontin, Antonio Estevão de Carvalho e José Pinheiro Borges, além das ruas Melo Freire e Doutor Luiz Ayres, o Elevado Costa e Silva e o Viaduto Radial Leste.

No primeiro mês após a mudança, 182 acidentes foram registrados –contra 215 em abril do ano passado –diminuição de 15,3%. Também houve queda no número de ocorrências no Eixo Norte, formado pelas avenidas Luiz Dumont Villares, General Ataliba Leonel, General Pedro Leon Schneider, Santos Dumont, Tiradentes, Prestes Maia e o Túnel Anhangabaú.

Este corredor teve tráfego padronizado em 60 km/h em abril. De acordo com a CET, entre a segunda quinzena de abril de 2010 até 12 de maio do mesmo ano ocorreram 76 acidentes. No mesmo período de 2011 houve registros de 65 acidentes –queda de 14,5%.

Questionada pelo G1 sobre o número de multas aplicadas desde que houve a mudança do limite, a CET diz que não possui ainda tal balanço. A companhia acrescenta em nota que “a padronização é para reduzir o número de acidentes e aumentar a segurança dos usuários, não para multar”.

Novas alterações
Os motoristas devem ficar atentos para novas diminuições no limite de velocidade. A partir desta segunda-feira (23), quem trafegar pelas avenidas Pacaembu e Doutor Abraão Ribeiro, na Zona Oeste de São Paulo, terá de seguir a, no máximo, 60 km/h. Até esta data, a velocidade permitida era de 70 km/h.

Com essa mudança, o limite do corredor formado também pelas avenidas Braz Leme, Rudge, Rio Branco e pelo Viaduto Engenheiro Orlando Murgel e a Ponte da Casa Verde será uniforme.

A mudança de velocidade máxima de 70 km/h para 60 km/h também ocorrerá na Avenida Jornalista Roberto Marinho, na Zona Sul de São Paulo.

Nos próximos meses, a CET pretende padronizar a velocidade em três corredores: o formado pelas avenidas do Estado, Cruzeiro do Sul, Dom Pedro 1º, Nazaré e Abraão de Morais; o que liga as avenidas Ordem e Progresso, Sumaré, Brasil, Pedro Álvares Cabral e República do Líbano, Viaduto Antártica e ruas Henrique Schaumann e Manuel da Nóbrega.

Outro corredor que terá mudanças é o formado pelas ruas Heitor Penteado, Vergueiro e Domingos de Moraes e avenidas Doutor Arnaldo, Paulista, Bernardino de Campos, Prof. Noé de Azevedo e Jabaquara.

Confira as vias que tiveram a velocidade reduzida


Avenida 23 de Maio
Avenida Rubem Berta


Avenida Doutor Abraão Ribeiro
Avenida Pacaembu
Avenida Jornalista Roberto Marinho
Avenida Washington Luís (entre a Avenida dos Bandeirantes e a Rua Vieira de Moraes)
Avenida Interlagos
Avenida Senador Teotônio Vilela
Avenida Francisco Matarazzo
Elevado Costa e Silva
Viaduto Radial Leste
Avenida Alcântara Machado
Rua Melo Freire
Avenida Conde de Frontin
Avenida Antonio Estevão de Carvalho
Rua Dr. Luiz Ayres
Avenida José Pinheiro Borges (Nova Radial)
Avenida Jabaquara
Rua Sena Madureira
Avenida Domingos de Moraes
Avenida Noé de Azevedo
Rua Vergueiro

Do G1

Visitantes Online:

Temos 376 visitantes e Nenhum membro online