Por Fau Barbosa

Um assalto por volta das 11:30 horas da manhã dessa segunda-feira(24), terminou com a morte do orientador espiritual e artista Manoel Messias Gaspar de Souza, o Babá Messias, conhecido entre personalidades políticas e celebridades do meio artístico.

Ele foi baleado durante um assalto à Fundação Social, Cultural e Belas Artes Alaketu Babá Messias, de sua propriedade. O babalorixá chegou a ser socorrido em sua própria ambulância, até o Pronto Atendimento do Portão, mas não resistiu à hemorragia e morreu.

Portão por onde os ladrões entraram. Vista de cima da sacada de um dos quartos revirados

Três carros foram usados na ação, uma Ducatto branca, um Corolla prata e um Fox preto. No momento do assalto, haviam 13 pessoas na casa, localizada na Rua Monza nº 75, no Jardim Claudio.

Entrada da Fundação Social, Cultural e Belas Artes Alaketu Babá Messias

"A maioria tinha acabado de acordar e estava tomando café", disse um dos moradores. Um dos portões laterais estava aberto e foi por onde entrou o primeiro bandido. Armado com um revólver calibre 38, ele foi rendendo as pessoas que ia encontrando.

"Ele dizia que não queria nada, só dinheiro", disse outro morador. "Daí amarrou todo mundo avisando que se a gente ligasse para a polícia ele ia matar todo mundo", contou.

Os ladrões reviraram um dos quartos do babalorixá a procura de dinheiro e jóias. Um dos funcionários chegou a se trancar em um dos cômodos, e os ladrões abriram a porta com um tiro. Em seguida reviraram vários aposentos da casa.

Babá Messias estava próximo a um outro quarto, quando foi rendido pelos bandidos. Ele provavelmente deve ter tentado fugir por uma escada, e acabou baleado com oito tiros na região das pernas.

Escada onde Babá Messias foi baleado. Ao lado, um dos projéteis que estavam no chão.

Segundo a polícia, as balas devem ter atingido a artéria femural, o que causou intensa hemorragia, o que o matou.

Outros sete comparsas participaram do assalto. Um deles, estava armado com uma metralhadora 380 artesanal, com silenciador, que acabou apreendida junto com 30 munições e um revólver calibre 38.

Perseguição

Após balear o Babalorixá, os bandidos empreenderam fuga pela Raposo e foram interceptados pela PM que recebeu ligação no 190. Dois deles estavam na Ducatto e foram abordados no km 28, sentido São Paulo. Os homens, ao perceber a tentativa da abordagem policial, atravessaram a Raposo correndo. Um deles pulou no Rio Cotia e se evadiu. O outro, tentou roubar uma moto e foi preso.

O Corolla também empreendeu fuga pela Raposo, e foi abordado por outra viatura após bater na traseira de um carro, na entrada do Parque Alexandra. Dois homens foram presos e com eles aprendidos um revólver calibre 38 e a metralhadora 380 com silenciador, além de 30 munições.

Bandidos chegam ao 2º DP da Granja Viana acompanhados pelos PM´s

Os três ocupantes do fox preto fugiram. Mesmo com o apoio do helicóptero Águia da polícia militar, somente quatro elementos foram presos. Os outros quatro conseguiram fugir, levando dinheiro, celulares e uma maleta com equipamento de trabalho do babalorixá.

A reportagem do Portal Viva esteve no local do assalto e pode documentar várias cápsulas deflagradas pelo chão, onde Babá Messias foi morto. Também acompanhamos a chegada dos bandidos na Delegacia da Granja, onde o caso está sendo registrado. Segundo o Delegado Dr. Alexandre Palermo, os quatro homens presos são de Cotia e conheciam a rotina do local.

Sd Mendes exibe as armas usadas no crime. Carro que foi batido na traseira pelo Corolla em fuga

A ocorrência foi atendida por vários policiais militares, pois se desdobrou em várias ocorrências. Participaram da ação as viaturas 304 - Sgt Gomes e Sd Araújo, 325 - Sds Bezerra e Bráz, 322 - Sds Mendes e Santos, Rocam - Sds Delgado e Neves, 301 - Cabo Sergio Ricardo e Sd Constanci, sob o comando do Capitão Ricardo Secomandi.

Fotos: Fau Barbosa

Visitantes Online:

Temos 704 visitantes e Nenhum membro online