Da Redação
Fiscalização de trânsito – Leitor Automático de Placas

A Polícia Rodoviária informa que já estão em operação na área do 1° Batalhão de Polícia Rodoviária do Estado de São Paulo os equipamentos denominados OCR Embarcados, versão móvel do radar inteligente fixo (leitores automáticos de placas).

São 16 equipamentos distribuídos nas principais rodovias que dão acesso ao litoral paulista, Vale do Paraíba e Vale do Ribeira, dentre elas, Sistema Anchieta – Imigrantes (SP 160 e 150 respectivamente), Rodoanel Trecho Sul (SP 021), Rodovia Ayrton Senna e Carvalho Pinto (SP 070), Rodovia Rio – Santos, Cônego Domênico Rangoni e Padre Manoel da Nóbrega (SP 055), Rodovia Mogi – Bertioga (SP 098), Rodovia dos Tamoios (SP 099), Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP123) e Rodovia Oswaldo Cruz (SP 125).

Os equipamentos serão utilizados de forma técnica e estratégica em regiões com índices criminais de roubo e furto de veículos, mas também são capazes de monitorar vários outros crimes relacionados a veículos, bem como pendências administrativas tais como licenciamento em atraso, restrições judiciais etc.

Cabe ressaltar que os novos radares inteligentes proporcionarão maior monitoramento de todas as rodovias sob a circunscrição do 1° BPRv e, consequentemente, maior segurança aos motoristas que as utilizam diariamente, seja em deslocamentos diários, em serviço ou nas viagens de lazer, principalmente nesse período que antecede o feriado de carnaval no qual, somente no Sistema Anchieta – Imigrantes, são esperados aproximadamente 540 mil veículos, ou seja, movimento intenso e plenamente monitorado visando cumprir o dever e a missão da Polícia Militar Rodoviária de proporcionar segurança e fluidez no trânsito nas rodovias do Estado de São Paulo.

Os novos equipamentos resultarão em maior mobilidade à fiscalização pois é possível sua operação de forma totalmente embarcada (dentro da viatura e em movimento) bem como na maneira estática, ou seja, montado próximo ao local de fiscalização (tripé).

Segundo a Polícia Rodoviária, as informações são retransmitidas ao policial em aproximadamente 2 segundos e, a partir daí, é possível selecionar, de forma técnica e eficiente, quais veículos devem ser abordados.

É ressaltado ainda a importância da informação transmitida pelo cidadão paulista via sistema 190. Tratando-se de, por exemplo, um roubo a veículo, a placa repassada ao sistema integrado já está sendo monitorada em todos os radares inteligentes fixos e móveis dispostos em toda malha viária paulista.

A Polícia Rodoviária ressalta o compromisso com o cidadão paulista em prestar um serviço de qualidade e reafirma que a informação do cidadão é a sua maior arma e o sistema 190 é o principal elo entre a sociedade e a polícia.

E finaliza:

- Use o cinto de segurança, ele pode salvar sua vida!
- No trânsito, excesso de velocidade mata! Celular mata! Bebida mata!

Visitantes Online:

Temos 453 visitantes e Nenhum membro online