Na última terça-feira, o Portal Viva recebeu uma denúncia, falando que uma rua no miolo da Granja estava sendo fechada pelos moradores.

MURO FECHOU ACESSO À RUA E FLOREIRA ESTAVA SENDO PREPARADA NO LOCAL.

Estivemos no local e conversamos com alguns moradores, que alegaram falta de segurança no local, o que motivou um abaixo assinado entre os vizinhos pedindo o fechamento da rua. No mesmo dia, procuramos a Secretaria de Habitação para saber se havia autorização. (leia matéria exclusiva aqui).

FAIXAS FORAM COLOCADAS INFORMANDO OS MOTORISTAS QUE A RUA ERA SEM SAÍDA

Por conta da matéria veiculada no Portal Viva, muitas pessoas que usavam o local como passagem, enviaram emails a nossa redação, indignados com o fechamento.

"Isso tira o meu direito de ir e vir", diz um morador da região.

"As pessoas com medo de algo, não podem prejudicar o uso coletivo de bem público... Aonde estão as autoridades???? O mais engraçado é que ao invés de buscarem solução para o fato da falta de segurança, eles preferem fechar as ruas como se isso fosse resolver o problema! ", diz outro morador.

DEMOLIÇÃO

No início da tarde dessa segunda-feira(6), uma semana após a denúncia, e já com a obra concluída, fomos informados por um morador que o muro estava sendo demolido.

Nossa reportagem esteve no local e documentou os funcionários da Secretaria de Obras colocando o muro abaixo.

Entramos em contato com o Secretário de Obras - Benedito Simões, que nos disse que a decisão se deu em função das inúmeras reclamações que chegaram à prefeitura.

"Houve uma série de reclamações de pessoas da região, por conta do desvio. Como ao consultar o Secretário de Habitação, soube que não havia nenhuma autorização para a construção, mandei demolir. É melhor buscar soluções de segurança ao invés de fechar as ruas. Ainda mais ruas que servem de acesso", disse Simões.

O OUTRO LADO

Conversamos com alguns moradores que olhavam a cena. "Fomos nós que pagamos o muro, e agora? A prefeitura vai nos ressarcir?", perguntou um deles.

Falamos também com o morador e apresentador Goulart de Andrade, do qual partiu a idéia de fechar a rua.

"Isso para mim é arbitrário, pois existe autorização verbal para o fechamento da rua", disse ele. "Além do que há antecedentes de fechamento nas ruas da região, como Cherubina Viana, São João, etc. Se o prefeito consegue garantir nossa segurança, não precisamos de muro. Agora se não existe competência para garantir essa segurança, então que nos permitam nos proteger", ressaltou.

Goulart entrou em contato com a Secretaria de Obras para saber o por que da demolição e foi informado que o prefeito tinha 600 assinaturas de moradores reclamando do fechamento. "Podem ser um milhão de assinaturas, fora daqui elas não significam nada. Nós temos aqui 100% de assinaturas dos moradores da rua, essas sim tem valor, pois eles estão sendo atingidos diretamente", disse.

"Foi demolido o muro. No próximo assalto, vou abrir um SBT Repórter e fazer um desabafo. Estou querendo ser cooperativo com meus vizinhos, garantir a eles um pouco mais de segurança. A idéia do fechamento foi minha, fui lá. As pessoas que são contra deveriam estar sofrendo o mesmo problema. Ser contra é fácil, quero ver você tomar uma coronhada na cabeça", enfatizou.

Segundo Goulart de Andrade, os moradores da rua São Afonso sempre ajudaram a prefeitura. "Pagamos o asfalto, e até o muro que eles acabaram de demolir", finalizou.

Fau Barbosa

Visitantes Online:

Temos 713 visitantes e Nenhum membro online