Por Fau Barbosa

Nesse domingo(7), passei quase que o dia todo andando pela cidade para cobrir o andamento das eleições municipais.

Visitei várias escolas e em todas que passei, o movimento estava bem tranquilo.

Na parte da tarde, estive na Escola Idomineu Antunes Caldeira, próximo ao Fórum, onde uma cena chamou minha atenção. Duas senhorinhas, muito bonitinhas, estavam ali para votar. Não resisti, e claro, fui conversar com elas. Elas me contaram uma história de emocionar qualquer pessoa que tenha um mínimo de cidadania. E estavam ali justamente para exercer a sua.

As duas se chamam Luiza e nasceram no Ceará. Hoje moram juntas no centro de Cotia. A mais nova e mais falante é Luiza Eunice Damasio Fernandes, de 78 anos. Ela mora em Cotia há 32 anos e vota no Idomineu.

A mais velha, é Luiza Lícia da Silva Santos, que fará 83 anos em abril, e é moradora de Cotia há 50 anos!

Perguntei o motivo pelo qual - apesar de não serem obrigadas a votar-, faziam questão disso. A mais nova me contou que ao fazer 18 anos, aprendeu a escrever seu nome para poder votar. E nunca mais deixou de fazê-lo.

Já a Luiza de 83 anos, que vota na Escola Pedro Casemiro, falou que gosta de votar para ajudar a eleger pessoas que possam ajudar o povo. "Tem muita coisa para fazer", explicou.

Luiza Eunice, de 78 anos e a amiga Luiza Lícia, de 82, exercendo sua cidadania

Foi emocionante presenciar uma cena de tanta responsabilidade. E não tive como não me lembrar das pessoas que enchem a boca para dizer que nas eleições preferem ir pra praia e depois justificam o voto, pagando uma taxa simbólica.

Depois desse momento único, eu e meu marido também fizemos nossa parte dentro do que considero cidadania. As duas precisavam ir até o Pedro Casemiro, para que Luiza Licia pudesse votar, porém não tinham como ir, e já eram 16:30hs. Como meu marido me acompanhava na visita às escolas, enquanto fiquei fazendo as fotos, ele colocou as duas no carro, e as levou para o local de votação.

Cidadania é uma coisa que nasce com a gente. Vivenciá-la e transmití-la é o único caminho para um futuro melhor.

Foto: Fau Barbosa

Visitantes Online:

Temos 492 visitantes e Nenhum membro online