Por Fau Barbosa

Essa segunda-feira, 17 de junho de 2013, entrou para história como o dia em que o Brasil despertou de um sono profundo e resolveu ir para a rua.

Desde as Diretas-Já (82-84), e do movimento estudantil dos Caras-Pintadas, em 1992, eu não via uma manifestação tão bonita nas ruas de SP. A manifestação foi replicada por todo o País.

Pela primeira vez desde o início dos protestos, a manifestação, que teve início às 17 horas em São Paulo, aconteceu de maneira pacífica, sem baderna nem vandalismo.

Estima-se que, no total, duzentos mil brasileiros saíram de casa para protestar! Munidos de palavras de ordem, de cartazes e faixas, jovens e adultos, famílias inteiras, todos saíram de casa para mostrar a sua insatisfação com o momento que nosso Brasil está vivendo!

Detalhe: é importante ressaltar que o aumento de R$0,20 nas tarifas de transporte público deixaram de ser o ponto crucial da manifestação. As reivindicações foram muito além disso, e dizem respeito à impunidade, ao julgamento do Mensalão, aos desmandos na política, às injustiças, à corrupção e à péssima qualidade dos serviços públicos (saúde, educação, segurança, etc). Tudo isso veio à tona no momento em que o Governo tem gastos abusivos, desvios declarados de dinheiro público, inflação em alta, preocupação com a Copa...

É como falei na semana passada: qualquer manifestação popular, desde que preservada a ordem, é totalmente legítima e tem o meu apoio.

E o recado aos maus políticos já foi dado: se cuidem, que hoje os brasileiros resolveram "tirar o bode da sala"!

Novas manifestações já estão marcadas para essa semana em São Paulo e demais cidades do Brasil.

Fotos: Cloves Ferreira

Visitantes Online:

Temos 737 visitantes e Nenhum membro online