Seja a sua resposta positiva ou não, fique por dentro do assunto e previna-se

Pólipo uterino ou endometrial é o crescimento remanescente de células na parede interna do útero, formando bolinhas parecidas com cistos que expandem para o interior do útero.

A principal causa deste problema resulta da alteração hormonal e, geralmente, o sintoma é o sangramento desequilibrado durante a menstruação.

É importante você saber que o pólipo uterino não é um câncer, porém, em alguns casos, pode vir a se transformar em uma lesão maligna. Para o seu conhecimento, saiba que existe um grupo mais propício a desenvolver câncer endometrial: mulheres com alteração hormonal, que são obesas, que têm pressão alta ou têm histórico de pólipos uterinos na família.

Por isso, as mulheres diagnosticadas com pólipos, devem passar por uma consulta com o ginecologista de seis em seis meses, para avaliar se aumentaram ou diminuíram, desapareceram ou surgiram novos.

Ressalto que os pólipos uterino não requerem um tratamento específico para o seu desaparecimento. O médico é quem vai optar por prescrever medicamentos hormonais (que fazem o pólipo diminuir até que desapareça) ou, então, por histeroscopia para extração (a histeroscopia é uma técnica da área da Ginecologia que efetua a inspeção médica da cavidade uterina através de endoscopia. Consiste em inserir um instrumento desde a vagina até ao útero, para retirar o pólipo uterino).

Mulheres com pólipos uterinos tendem a ter dificuldades para engravidar, além de sentir dores durante a menstruação. Como as dores, na maioria das vezes, não são fortes, podem se confundir com cólicas comuns do período menstrual. Se houver qualquer desconfiança, solicite ao seu ginecologista uma ultrassonografia pélvica

Caso os pólipos não consigam ser retirados com histeroscopia ou evoluiu para um câncer, o ginecologista poderá sugerir a retirada completa do útero.

Minha dica é a mesma sempre: previna-se!

Dr. Thomas Moscovitz – Doutor pela Faculdade de Medicina da USP. Especialista em: Ginecologia – Obstetrícia – Videolaparoscopia – Videohisteroscopia. Assistente Voluntário do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Médico Ginecologista na Granmedic.

Visitantes Online:

Temos 609 visitantes e Nenhum membro online