Por Regina Steurer

"Será que precisaremos chegar a um ponto crítico, uma crise de grandes proporções, para fazer as transformações necessárias acontecerem?

Ou podemos estimular, através de "disturbações" criativas, a população inteira a se auto-organizar na direção desse futuro melhor para todos?

Os problemas de nosso país e do mundo não seriam simplesmente um processo de desmoronamento de tudo que foi construído com base em falsas premissas, em ilusões, em paradigmas falaciosamente construídos? Esses problemas não seriam, portanto, a prova de que o desejável ontem (crescimento a qualquer custo, por exemplo) é o que hoje vem prejudicando a verdadeira evolução do todo? Não seriam todos esses problemas nada mais do que o passado indo embora, levando consigo o que não funciona mais? Não seria esse "deixar ir" um processo fundamental para abrir espaço a um novo modo de viver - mais ético, consciente e próspero -, sempre em benefício de todos, sem nenhum tipo de exclusão?"

(Oscar Motomura no prefácio à edição brasileira do último livro de Fritjof Capra, A Visão Sistêmica da Vida).

Caros amigos,
Iniciamos o ano em todo o planeta com ameaças e problemas de todos os tipos e de todos os lados. Todos eles pouco aprofundados pelos homens e mulheres dos meios de comunicação que se mostram perdidos, ora em busca de bodes expiatórios a quem culpar pelos males, mas também perplexos porque a cartilha em que estudaram e que seguem não consegue explicar os novos tempos, e nem palavras apropriadas encontram para contar os fatos.

Todos nós fomos formados para pensar e agir de uma forma que não está dando conta de compreender o mundo atual e resolver seus problemas. Urge uma nova forma de ver, estar e ser. Em todas as áreas, na vida pessoal, no mundo do trabalho, na economia, na política, na ciência, nas religiões, na academia um outro modelo, outro paradigma se faz necessário.

A nova forma de estar neste planeta com a comunidade planetária que nele vive já está sendo pensada, pesquisada e vivida por muitos de nós. Também já sabemos que não há futuro para quem teimar em continuar vestindo a velha roupa, e muito menos reformar a roupa velha adiantará.

O último livro do Fritjof Capra trata desse assunto. O Projeto Âncora, na área em que atua, a educação para o desenvolvimento social, encontra neste autor e em tantos outros autores e em tantas outras experiências de educação pelo mundo a fora - e são centenas ou mesmo milhares - a inspiração e o motor para continuar construindo este outro jeito de ser e entender o mundo, preparando as novas gerações para buscar uma compreensão mais refinada da natureza sistêmica da Vida.

O desejo de muita sabedoria para todos nós este ano.

Regina Machado Steurer
Conselheira Projeto Âncora

Visitantes Online:

Temos 379 visitantes e Nenhum membro online