Projeto Estante Mágica aconteceu na EM Francisco Camilo e oportunizou que alunos do 1º ao 5º ano produzissem suas próprias obras literárias

“Literatura é liberdade” (Susan Sontag). Liberdade para viajar, sentir, experimentar, se proteger, se fortalecer, crescer, enfim, liberdade sem limites. Alunos da EM Francisco Camilo, do bairro Santa Ângela, tiveram a oportunidade de vivenciar esta liberdade como protagonistas e criaram as suas próprias obras literárias por meio do Projeto Estante Mágica, plataforma idealizada e criada por um grupo de jovens entusiastas apaixonados por livros.

A diretora Rosely Queiroz Ferreira inscreveu a escola ao projeto e foi contemplada. Tiveram dois meses para trabalharem com os alunos, de 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, a produção de livros, mas com uma proposta pedagógica maior, de transformação de vidas, uso da educação enquanto ecossistema e impacto positivo no ambiente escolar.

Professores, alunos e familiares abraçaram o projeto e a escola ganhou uma nova atmosfera nos dois meses em que alunos, professores, coordenação e todos da escola estiveram envolvidos com produções literárias. “Os alunos receberam folhas apropriadas para a produção das ilustrações, a partir de temas propostos”, explicou Rosely.

Com as obras concluídas, chegou a hora de digitalizar as ilustrações e digitar os textos para envio à editora. Cada responsável por aluno recebeu um login e senha e pode solicitar a impressão de um exemplar a qualquer momento. “Há um custo para os pais, todos estavam cientes, mas se não houver disponibilidade, o livro pode ser acessado por meio digital”, disse a diretora.

A maior parte dos pais adquiriam o impresso logo que a plataforma disponibilizou. Com os livros entregues, os autores participaram de uma sessão de autógrafos. “Foram momentos de muito aprendizado, reconhecimento e crescimento para todos”, destacou Rosely.

A professora Ana Lee, do 5º ano, trabalhou o tema “Sentimentos” com os seus alunos. “Conversamos muito sobre o assunto, assistimos filmes. E com os livros, pude conhecer um pouco mais dos alunos, saber dos sentimentos, do que viveram e do que foi alegria ou tristeza em suas vidas. O projeto é excelente e traz oportunidade para novos escritores”, avaliou.

A aluna Andressa de Oliveira, do 5º ano, adorou fazer o seu próprio livro e já faz planos para inspirar outras pessoas. “Tive a oportunidade de fazer um livro. Quando eu for mãe, vou mostrar para o meu filho e, quem sabe, ele faça um dele também”, disse.

Fotos: Divulgação/ Prefeitura Municipal de Cotia

Visitantes Online:

Temos 715 visitantes e Nenhum membro online