Do G1
Buraco em matagal de Peruíbe, onde ufólogos acreditam ter sido feito por um óvni

Belas praias, cachoeiras e trilhas pela Mata Atlântica são alguns dos atrativos procurados por turistas que pretendem viajar para outros lugares. Apesar de possuir todos esses requisitos, a cidade de Peruíbe, no litoral de São Paulo, tem investido no ufoturismo. A cidade é a única do Brasil a possuir um programa destinado a amantes da ufologia. Moradores, inclusive, garantem que a cidade é destino comum de naves alienígenas que já chegaram a abduzir moradores. Verdade ou mentira, Peruíbe conseguiu virar um dos destinos favoritos dos ufólogos.

A implantação do roteiro ocorreu no início de 2010. De acordo com o secretário de Turismo de Peruíbe, João Fioribelli Junior, o programa foi criado após um levantamento dos lugares com maior incidência de depoimentos de avistamentos. "Tendo em vista que na cidade existem diversos relatos de avistamentos ufológicos, e que acontece um evento anual com essa temática, achou-se interessante mapear os locais de maior incidência ufológica, atrelada a um roteiro turístico", explica o secretário.

O roteiro, que foi criado pelo ufólogo Paulo Aníbal, passa por oito pontos da cidade: a Pedra da Serpente, as praias de Guaraú e Barra do Una, a cachoeira Perequê, Ilha da Queimada Grande, Ruínas do Abarebebê, o bairro São José e o Costão de Peruíbe. Em cada um desses pontos há relatos de moradores que afirmam terem visto seres luminosos, óvnis ou luzes. Um desses relatos é contado pela aposentada Eugênia Garcia, que afirma ter visto cerca de 10 óvnis na praia de Peruibe. "Foi há cerca de sete anos. Eu estava caminhando na praia com a minha irmã, por volta das 18h. De repente avistamos cerca de 10 óvnis saindo de trás do morro. Não fiquei assustada, eles seguiram em outra direção", relata Eugênia.


Esboço do mapa para o roteiro ufológico (Foto: Divulgação / Paulo Aníbal)

O caso mais recente foi registrado em agosto de 2008, no bairro São José. Uma grande marca ovalada apareceu em uma área de matagal durante a manhã. Vizinhos da região afirmam que, na madrugada, os cachorros latiram e rosnaram muito, como se estivessem assustados com algo.

Com tantos relatos, além do ufoturismo, a cidade também sedia anualmente um encontro ufológico, que reúne aproximadamente 1000 pessoas de todo o país em palestras e debates sobre o tema. Para o ufólogo Paulo Aníbal, a criação deste roteiro foi necessária, pois, em 15 anos de pesquisa na região, centenas de casos de natureza ufológica foram constatados. "Os vários acontecimentos nos levaram a mapear estas ocorrências numa carta náutica, onde pontuamos os principais locais de avistamentos de ufos, inclusive possibilitando a determinação de rotas realizadas pelos tais Ufos. A partir deste mapeamento idealizamos o projeto de roteiro 'Ufoturismo'. Nele estão relacionados pelo menos sete pontos que seriam de grande interesse ufológico e que possibilitariam uma organizada visitação turística associada aos aspectos ecológicos, pois o turismo traz divisas e, além do mais, ajuda na divulgação das ocorrências de natureza ufológica", afirma Aníbal.

O ufólogo Ademar José Gevaerd esteve em Peruíbe por diversas vezes e, atualmente, organiza o congresso que acontece na cidade. Ele afirma que a população local é aberta a casos e que há relatos de pousos e contatos. "Para a ufologia brasileira, Peruíbe é considerada uma cidade de grande incidência ufológica. Por isso atrai pessoas do país inteiro. No último congresso estiveram presentes também pessoas de outros países, como Itália, Peru e Argentina. Quanto ao turismo destinado ao tema, eu acho muito importante para as pessoas verem que é algo sério. Nós ufólogos apoiamos", diz Gevaerd.

Serviço
Os Interessados em realizar o roteiro ufológico podem tirar todas as dúvidas pelo telefone (13) 9773-4684.

Fotos: Divulgação/Paulo Aníbal

Visitantes Online:

Temos 358 visitantes e Nenhum membro online