Da Redação

Local funciona há 29 anos e é visitado por milhares todos os meses.

Já imaginou um local com sete mil garrafas de cachaças, de variados países e épocas? Na região noroeste paulista,  Catanduva (SP) cedia um "Museu da Cachaça", que fica dentro do Engenho Santo Mário, onde são produzidos por ano 30 mil litros da bebida. O acervo é o maior do Estado de São Paulo e um dos maiores do Brasil, com 3.812 marcas de cachaças.

O local funciona há 29 anos e é visitado por milhares todos os meses. Fundado pelo sonho do imigrante Mário Seghese, filho de italianos que já trabalhavam na fabricação do produto de uma produção artesanal. Segundo Sérgio Sghese, que assumiu o local com a morte do pai no ano passado, Mário guardava alguns produtos que considerava curiosos. Com o tempo, os amigos e conhecidos começaram a mandar pelos Correios. “Com os passar dos anos chegamos à sete mil e temos duas raridades, como a cachaça Pelé, em homenagem ao jogador. Um visitante já chegou a oferecer R$ 2 mil por ela”, conta o administrador.

A garrafa com o produto é considerada relíquia, surgiu em 1970 e o jogador entrou com um processo judicial para retirar o produto de circulação. Outra raridade encontrada no museu é a Tatuzinho, uma espécie de água ardente de uma empresa que fez sucesso em todo o país por mais de 50 anos e derepente encerrou a produção. “A amostra que temos é a mais antiga, de 1945. Uma dose custaria até R$ 7 mil”, diz Sghese.

O motorista Carlos Roberto de Souza, da cidade de Paraíso (SP) já visitou o local logo na fundação e retornou recentemente para conferir as novidades do produto. “Quando eu fui, não tinha tantos exemplares de cachaça. Agora cresceu muito, é interessante poder ver até nos detalhes, a história da cachaça”, diz Souza.

O local, que fica aberto de segunda à sexta-feira das 8h às 18h e 8h às 12h nos fins de semana, onde são vendidos produtos artesanais e doces. Para isso, oferece área de descanso com quiosques para que os visitantes possam consumir o produto sem precisar dirigir depois.

O Museu fica na Rodovia Comendador Pedro Monteleone no quilômetro 205. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (17) 3522 5715 ou pelo site do local.

Do G1 Rio Preto e Araçatuba

(Foto: Divulgação)

Visitantes Online:

Temos 566 visitantes e Nenhum membro online