Por volta das 15 horas dessa quinta-feira(14), a Polícia de Caucaia atendeu denúncia de que um sítio localizado na Rua Orquídea Selvagem, no bairro da Capelinha, abrigava animais vítimas de maus tratos (cães, gatos, aves e cabras), todos em péssimas condições.

PERÍCIA E ZOONOSES CHEGAM AO SÍTIO NA CAPELINHA, EM CAUCAIA DO ALTO

Ao chegar ao local, os policiais puderam observar nos fundos do sítio, diversos canis. Ao entrar, se depararam com animais mortos em vários pontos, como em cima de um carro abandonado, acorrentados, e até mesmo dentro das próprias casinhas.

MUITA SUJEIRA E ANIMAIS MORTOS ATÉ DENTRO DA CASINHA NA VARANDA DA CASA

OITO CARCAÇAS DE ANIMAIS MORTOS FORAM ENCONTRADAS DENTRO DO SÍTIO.

Tudo indica que os animais estavam passando fome há muito tempo, a ponto de estarem se alimentando de carcaças de outros cães mortos. Esses mesmos animais atacaram alguns patos no lago, tamanha era sua fome.

O CÚMULO DA CRUELDADE. ANIMAIS COMENDO UNS AOS OUTROS PARA MATAR A FOME.

GATOS DESESPERADOS E MORTOS DE FOME. UM PATO AGONIZAVA NO BANHEIRO DA CASA

A DENÚNCIA

Segundo o PM Jankauskas, na segunda feira a tarde, a PM recebeu denúncia no 190, de moradores vizinhos ao sítio relatando suspeita de cadáver no local, devido ao forte mau cheiro.

A Polícia esteve no local, mas não entrou no sítio, pois a dona - Maria del Carmen Zimmermann, de 63 anos, se trancou na casa, e não conseguiram falar com ela. Porém os policiais conversaram com um grupo de moradores, que mostraram alguns urubus sobrevoando a área. "Como terça era feriado, aguardamos para retornar hoje ao local com a autoridade policial", disse o PM.

Como os portões estavam fechados, os vizinhos franquearam a entrada da Polícia por trás do sítio. Lá foram constatados os animais mortos e outros tantos em péssimas condições de saúde. O local também se encontrava sem nenhuma condição de higiene.

A Delegada de Caucaia - Dra. Nurimar Vivian Ferreira - deu ordem para que arrombassem a corrente da porta e em seguida entraram. Maria del Carmen foi surpreendida pelos policiais.

A Defesa Civil e a Vigilância Sanitária também estiveram no local, dando apoio e portando máscaras, tamanho era o mau cheiro.

FUNCIONÁRIOS DA ZOONOSES RECOLHEM ANIMAIS PARA ENCAMINHAR AO CANIL DA PMC

A CASA

Dentro da casa foram encontrados outros animais, entre eles cães e pássaros. Na cozinha, um freezer continha ração congelada, e na geladeira, foram encontradas algumas vacinas.

VÁRIOS ANIMAIS FORAM ENCONTRADOS TAMBÉM DENTRO DA CASA.

MUITA COMIDA CONGELADA FOI ENCONTRADA DENTRO DE UM FREEZER NA COZINHA

Em cima da pia, panelas com mistura de arroz, provavelmente para os cães. Alguns sacos de ração em um dos quartos, foram abertos para dar aos cães, que chegaram a brigar pela comida.

PANELAS COM MISTURA DE ARROZ EM CIMA DO FOGÃO E SACOS DE RAÇÃO NO QUARTO

FUNCIONÁRIA DA ZOONOSE COM VACINAS ENCONTRADAS. CÃES SENDO ALIMENTADOS.

A funcionária da Zoonoses que esteve recolhendo amostras no local, nos disse que em anos de profissão, nunca viu uma coisa igual. "Estou com vontade de chorar", disse.

AS VERSÕES DO CASO

A proprietária alega que é protetora há mais de 40 anos, e que estava fora do país. Segundo seu depoimento à reportagem do Portal Viva na Delegacia de Caucaia, seus funcionários abandonaram o serviço. "Eu morava no Tijuco, mas meus vizinhos me denunciaram dizendo que eu era louca, e o IPTU de lá não permitia que eu tivesse um canil", disse. "Depois que sofri um assalto, fui embora para a Europa e fiquei 1 ano e meio na Alemanha, mas mandava dinheiro sempre. Foi quando me avisaram que meus funcionários tinham abandonado o serviço e voltei", relatou. Ainda segundo ela, todos os animais estão vacinados.

Porém não é o que consta no Boletim de Ocorrência de nº1348/2010, onde Maria del Carmen relatou que cuida dos animais, porém está sem dinheiro e sem condições de saúde para tratá-los melhor.

Duas ex funcionárias que estiveram no local nos disseram que trabalham ali há doze anos, e estão com os salários atrasados há 3 meses. Mesmo assim, por amor aos animais. trabalharam ali até duas semanas atrás.

EX FUNCIONÁRIAS CHORAM E PEDEM PARA FICAR COM ALGUNS ANIMAIS

"Moramos no Agreste, e não tínhamos mais condições de pagar a condução para vir trabalhar", disse uma delas. Ambas se mostraram surpresas com as condições do local, e chegaram a chorar ao se depararem com os animais naquelas condições.

OS ANIMAIS

A Zoonoses da Prefeitura de Cotia esteve no local e até o início da noite tinha retirado 33 cães. No caminho até o canil, dois entraram em óbito, pois estavam em condições lastimáveis. Outros 20/30 animais ainda estavam para ser retirados do sítio, onde foram encontradas oito carcaças de animais mortos.

A autoridade policial solicitou perícia no local. Os animais recolhidos foram encaminhados ao canil da Prefeitura, no bairro do Recanto Verde.

POLÍCIA CIENTÍFICA CHEGA AO LOCAL. CAMINHÃO CHEGA PARA TRANSPORTAR ANIMAIS

Segundo o Boletim de Ocorrência, os vizinhos já haviam denunciado a mulher na Zoonose, onde já consta um processo. Ela foi autuada no artigo de Meio Ambiente nº 9605/98, e vai responder por praticar ato de abuso à animais.

Ela foi liberada em seguida.

Matéria e fotos: Fau Barbosa

Visitantes Online:

Temos 527 visitantes e Nenhum membro online