O projeto, implantado pelo Governo do Estado de São Paulo, tem como objetivo zerar a fila dos exames de imagem

O Hospital Geral de Carapicuíba também está realizando, desde o dia 23 de fevereiro, as ações da primeira fase do “Corujão da Saúde”. Por mês, a meta do HGC é fazer 50 mamografias, 20 endoscopias e mais 40 ultrassonografias até o final de agosto.


Para isso, a Secretaria de Saúde do Estado ampliou a oferta nos serviços da rede própria estadual de hospitais e AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), além de alguns hospitais privados que firmaram parcerias. O atendimento está ocorrendo em horários alternativos.

Nesta primeira etapa, serão oferecidos 155.243 exames de ultrassom, mamografia e endoscopia em três regiões do Estado: Grande São Paulo, Campinas e Vale do Paraíba.

“Estamos fazendo um grande esforço para agilizar a realização dos exames de imagem mais solicitados na rede pública, eliminando a demanda reprimida e assegurando o tratamento dos pacientes. Já estamos estudando as próximas etapas e regiões onde o ‘Corujão’ estará presente, abrangendo todo o Estado de São Paulo”, explica o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

A Secretaria da Saúde já fez contato com serviços particulares como os hospitais Sírio-Libanês, Albert Einstein, Beneficência Portuguesa, HCor, Santa Casa de São José dos Campos, Hospital Vera Cruz (Campinas) e WK Diagnose (Taubaté), entre outros, buscando parceiros para o “Corujão”.

“Contatamos as entidades privadas, que, junto conosco, farão um esforço coordenado no sentido de diminuir o número de pacientes em filas para exames. Pelos cálculos, no prazo de 60 dias, conseguiremos diminuir significativamente essas filas”, destaca o Secretário.

O programa "Corujão da Saúde” é um modelo que foi implantado na Prefeitura de São Paulo durante a gestão de João Doria e que está sendo estendido para o Estado.

 

Visitantes Online:

Temos 676 visitantes e Nenhum membro online