Ele não teria aceitado o pedido de divórcio, após 8 anos de casamento.

Por volta das 19h35 deste domingo, um vigilante ameaçou matar a esposa com uma faca e em seguida ateou fogo na sua residência. O caso aconteceu no bairro Monte Verde, na região de Caucaia do Alto.

Segundo informações, a mulher, A.C. de 38 anos, chegou em casa e falou para o marido que queria conversar. Eles se sentaram no quintal onde ela disse que queria terminar o relacionamento e pediu o divórcio. O marido, E.L.A., de 31 anos, então entrou na casa e depois voltou dizendo que não aceitava a separação e passou a perguntar se ela tinha outra pessoa, o que ela negou, dizendo que apenas queria o divórcio. O homem então tirou uma faca do bolso e colocou no pescoço da esposa, ameaçando matá-la. A mulher começou a gritar por socorro e ele acabou sendo contido por vizinhos.

 

 O homem, surtado, ainda teria agredido a esposa com socos e arrancado parte de seu cabelo. Em seguida entrou na residência e ateou fogo na casa de cinco cômodos que ficou totalmente destruída. Os dois filhos do casal, um menino de 8 anos e uma menina de 6 anos, estavam na casa da avó materna, próxima à casa, e não se feriram.

 

Após por fogo no local, o vigilante ainda tentou fugir mas foi detido por guardas civis em uma viela próxima e encaminhado ao DP de Cotia, onde foi preso em flagrante e enquadrado nos crimes de "Violência Doméstica, Ameaça, Lesão Corporal e Incêndio", sendo recolhido a Cadeia Pública de Cotia. A vítima foi medicada e liberada. 

Atendeu a ocorrência a viatura 029 da Guarda Civil, Gc Dourado, Gc Cristian e Gc Marcos Roberto, com apoio das demais viaturas da área 3, e da viatura co Corpo de Bombeiros AB-18204 Sgto Genivaldo, Cb Junior e Sd Almeida.

Visitantes Online:

Temos 437 visitantes e Nenhum membro online