Um indivíduo foi preso, portando o dinheiro do roubo e um simulacro de pistola

Policiais militares da 4ª Cia foram acionados via Copom - 190, para atender um roubo à residência em andamento, na Rua Tupi da Mata, no bairro Jardim Japão. Os PM´s foram até o local e, enquanto as viaturas de apoio foram para frente da casa, estes seguiram pela parte de trás para impedir possível fuga.

Assim que começaram a subir o terreno baldio, avistaram um indivíduo pulando o muro da parte de trás da residência que estava sendo roubada. Enquanto ele pulava, deixou cair alguma coisa. Os policiais imediatamente deram voz de parada, ele esboçou uma reação de fuga, mas logo em seguida foi detido.

Na revista pessoal foi localizada a quantia de R$ 512,00 (quinhentos e doze reais), sendo a grande maioria em notas de vinte reais. O objeto que caiu durante a fuga foi recuperado e era um simulacro de arma de fogo (pistola), muito parecido com uma arma real, inclusive com o cano em metal. Quando questionado, o indivíduo afirmou que recebeu os R$ 500,00 de adiantamento para ficar de "olheiro" no roubo que outras duas pessoas estavam fazendo na casa. E com a chegada das viaturas acabou fugindo do local. Ele foi algemado e colocado na viatura.

Não foi possível localizar os demais autores do roubo que conseguiram fugir. Na frente da residência foi localizado um veículo Peugeot cinza, provavelmente utilizado pelos ladrões para chegar na residência.

A vítima contou à polícia que foi rendido no quintal de sua residência por quatro indivíduos, sendo que dois deles estariam armados, um com pistola e outro com um revólver. Ele teria sido mantido dentro da residência, juntamente com dois filhos e sua esposa, todos com as cabeças cobertas, enquanto os ladrões reviraram a residência. Foram roubados cerca de R$850,00 (oitocentos e cinquenta reais) e a maioria das notas era de vinte reais. A vítima reconheceu o dinheiro localizado com o indivíduo, como sendo de sua propriedade.

Apesar do indiciado afirmar que apenas era "olheiro" para que outras pessoas cometessem o crime, ele foi flagrado pelos policiais pulando o muro da residência, na posse do dinheiro roubado, com um simulacro de arma de fogo. Além disso, a vítima informou aos policiais que as notas que tinha em casa eram quase todas de vinte reais e as notas localizadas com o autor são exatamente do mesmo valor, o que deu ainda mais descrédito para a versão do indivíduo de que estava no local apenas para dar suporte aos outros. Por considerar que ele também exerceu grave ameaça contra as vítimas, a Autoridade Policial determinou sua prisão em flagrante por Roubo (art.157), e determinou a instauração de inquérito policial.

Em consulta nos sistemas, foi descoberto que, além de diversas passagens pela polícia por roubo, extorsão, furto qualificado e receptação, R.A.M.L., de 30 anos é procurado em dois processos: um da 2ª Vara Criminal de Barueri e outro da Vara Criminal de Itapevi. O indivíduo afirmou que era procurado em Santa Catarina, porém, não foi possível confirmar essas informações, já que não constam mandados em aberto no BNMP.

Por fazer constar em documento público informações falsas, já que portava documento de identidade com outro nome, o indivíduo foi indiciado pelo crime do Art. 299 (falsidade ideológica) do Código Penal. Além disso, por atribuir-se falsa identidade para obter vantagem e causar prejuízo a outrem, também foi indiciado pelo crime do Art. 307 (falsa identidade). 

O veículo que estava em estado de abandono em frente à residência foi apreendido e encaminhado ao pátio.

Atendeu a ocorrência a Equipe Delta da 4ª cia do 33º BPM/M, viatura M-33401, SD Eliezer e SD Tiago, com apoio da viatura M-33400, SD Marco e SD Fontes; viatura M-33428 CGP-IV 2°Sgto. Russi e SD Providello.

Visitantes Online:

Temos 610 visitantes e Nenhum membro online