62 municípios na fase vermelha não poderão flexibilizar atividades econômicas durante a quarentena

Atualizado: Jun 16


As cidades estão nas regiões da Grande São Paulo (com exceção da capital), Baixada Santista e Registro, e terão que aguardar 15 dias para nova avaliação.

Dos 645 municípios paulistas, ao menos 62 deles não poderão reabrir parte do comércio a partir do dia 1º de junho. Eles ainda estão na fase vermelha do plano estadual de combate ao coronavírus.


Segundo o Secretário Estadual de Desenvolvimento, Marco Vinholi, outros 583 municípios estão nas fases laranja e amarela e poderão flexibilizar progressivamente as atividades econômicas.


Nenhuma das 17 regiões está na zona azul, que prevê a liberação de todas as atividades econômicas segundo protocolos sanitários definidos no Plano São Paulo (www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/planosp). A zona verde, segunda mais ampla na escala, também não foi alcançada até o momento e permanece como meta de curto prazo para cada região.

Grande São Paulo

  1. Arujá

  2. Barueri

  3. Biritiba-Mirim

  4. Caieiras

  5. Cajamar

  6. Carapicuíba

  7. Cotia

  8. Diadema

  9. Embu

  10. Embu-Guaçu

  11. Ferraz de Vasconcelos

  12. Francisco Morato

  13. Franco da Rocha

  14. Guararema

  15. Guarulhos

  16. Itapecerica da Serra

  17. Itapevi

  18. Itaquaquecetuba

  19. Jandira

  20. Juquitiba

  21. Mairiporã

  22. Mauá

  23. Mogi das Cruzes

  24. Osasco

  25. Pirapora do Bom Jesus

  26. Poá

  27. Ribeirão Pires

  28. Rio Grande da Serra

  29. Salesópolis

  30. Santa Isabel

  31. Santana de Parnaíba

  32. Santo André

  33. São Bernardo do campo

  34. São Caetano do Sul

  35. São Lourenço da Serra

  36. Suzano

  37. Taboão da Serra

  38. Vargem Grande Paulista

Baixada Santista

  1. Bertioga

  2. Cubatão

  3. Guarujá

  4. Itanhaém

  5. Mongaguá

  6. Peruíbe

  7. Praia Grande

  8. Santos

  9. São Vicente

Registro

  1. Barra do Turvo

  2. Cajati

  3. Cananéia

  4. Eldorado

  5. Iguape

  6. Ilha Comprida

  7. Iporanga

  8. Itariri

  9. Jacupiranga

  10. Juquiá

  11. Miracatu

  12. Pariquera-Açu

  13. Pedro de Toledo

  14. Registro

  15. Sete Barras

Fase laranja Na fase laranja as cidades podem reabrir:


  • Atividades imobiliárias (com restrição)

  • Escritórios (com restrição)

  • Concessionárias (com restrição)

  • Comércio (com restrição)

  • Shopping Center (com restrição)

“A que está em laranja, ele tem autonomia para abrir, mas nós estamos dizendo para ele que ainda é uma situação com um certo risco, situação de controle. Um risco que ele deve avaliar de abrir ou não, de acordo com seus municípios. E daí, dentro disso, a gente coloca lá quais são os comércios que podem abrir”, declarou o Secretário.

Fase amarela Na fase amarela os municípios podem reabrir:


  • Atividades imobiliárias

  • Escritórios

  • Concessionárias

  • Bares, restaurantes e similares (com restrição)

  • Comércio (com restrição)

  • Shopping Center (com restrição)

  • Salão de beleza (com restrição)


“E na zona amarela, zona de flexibilização, ou seja, aí podem abrir mais um pouco que comércio”, explicou Vinholi.


Prefeituras terão autonomia para flexibilizar setores estabelecidos

• Municípios que estiverem nas fases 2, 3 e 4 poderão flexibilizar determinados setores

anunciados anteriormente.

• A flexibilização deverá ser feito por decreto pelos prefeitos das cidades observando também os planos regionais.

• 2 pré-requisitos para a flexibilização:

‒ Adesão aos protocolos de testagem

‒ Prefeitos deverão apresentar fundamentação científica para liberação que cite fatores locais relacionados ao município.

Isolamento

O distanciamento social ainda é a principal recomendação para conter a disseminação do coronavírus. Mesmo com a reabertura em São Paulo, há exigência do isolamento social das pessoas de grupos de risco, como maiores de 55 anos, portadores de doenças cardíacas e/ou crônicas e pacientes imunodeprimidos ou em tratamento oncológico.


Foto: Governo de SP/Divulgação

 

 

PORTAL VIVA COTIA - O MAIOR SITE DE NOTÍCIAS DE COTIA E REGIÃO

Os artigos, reportagens e comentários, não refletem necessariamente a opinião do Portal Viva e são de inteira responsabilidade de seus autores.
É proibida a reprodução, edição e publicação total ou parcial de todo o conteúdo do site, sem autorização expressa do Portal Viva.
É proibida a reprodução das fotos e/ou imagens do site, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Web, sem prévia consulta e aprovação, conforme lei nº 9.610 de 19/02/1998, que rege sobre o Direito Autoral e Direito de Uso da Imagem no Brasil.

Fotos© Portal Viva 2009-2020. Todos os direitos reservados.

Portal Viva Cotia: http://www.portalviva.com.br/
Email: contato@portalviva.com.br
Curta nossa página: facebook.com/PortalVivaCotia

Siga-nos no Instagram: https://www.instagram.com/portalvivacotia/

© 2020 - Portal Viva Cotia