Raposo Tavares: Após perseguição, Polícia Militar prende indivíduo no km 30


Homem atirou na viatura e acabou se rendendo após ser perseguido por cerca de 40 km.

Na noite desta quarta-feira(25), um indivíduo foi preso em flagrante na altura do km 30 da Rodovia Raposo Tavares, após ser perseguido pela Polícia Militar por pelo menos 40 km.


A perseguição, digna de filme, aconteceu por volta das 20h30, quando Policiais Militares faziam patrulhamento pela Avenida Prof. Francisco Morato. Próximo ao Shopping Butantã, os policiais avistaram um veículo Toyota Hilux preto que passou o semáforo vermelho em alta velocidade. O fato gerou suspeita e foi dada ordem de parada com sinais sonoros e luminosos, porém o motorista não obedeceu e passou a fugir dos policiais.


Foi solicitado apoio das viaturas e do helicóptero águia da Polícia Militar, iniciando-se o acompanhamento do veículo, que acessou a Av. Eliseu de Almeida, e seguiu em direção à Rodovia Raposo Tavares. Durante o percurso, o motorista bateu em um veículo Pálio e foi colidindo com vários veículos pelo caminho.

Ele acessou a rodovia sentido Cotia, onde acabou atingindo um motociclista, que foi jogado propositalmente em cima das viaturas, tentando impedir o cerco. O motociclista ficou bastante machucado e foi socorrido.

Ao chegar próximo ao km 30, o indivíduo se viu sem saída devido ao trânsito intenso no local, momento em que realizou um disparo de arma de fogo em direção à viatura, porém os policiais não revidaram em função da quantidade de veículos na via. O veículo então andou por mais uns 15 metros, quando o motorista dispensou a arma na rodovia, abriu a porta e se jogou no chão.

Os policiais fizeram a abordagem de F.S.B., de 34 anos, que recebeu voz de prisão em flagrante, sendo algemado e conduzido ao DP de Cotia.


Ao levantarem sua ficha, os policiais verificaram que F.S.B. tinha várias passagens pela Polícia, inclusive duas delas por homicídio (em 2019 e 2020), além de roubo (art.157), e exploração sexual / prostituição (art.230), entre outros. Ele disse aos policiais que fugiu porque achou que estivesse sendo procurado. O veículo estava em nome da mãe do indivíduo.


A arma, uma pistola Taurus Calibre .40 (24/7) com mira laser acoplada, foi apreendida. Ela ostentava um brasão da Polícia Militar e tinha a numeração raspada. Ela continha ainda oito munições intactas e uma deflagrada, que foi localizada dentro do veículo.

O delegado de plantão ratificou a voz de prisão e determinou o registro do boletim de ocorrência de natureza "Porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, disparo de arma de fogo e lesão corporal em direção de veículo automotor", sendo o indivíduo preso em flagrante.


Atendeu a ocorrência a viatura do Pelotão Delta da 2ª Cia do 16º Batalhão da Polícia Militar M-16214, Sd Alves e Sd Koity, com apoio das viaturas do CGP Morumbi, M-16215, M-16209, M-16211, M-16205, M-16203, CFP, Força Tática 16M e demais viaturas do 16ºBPM/M, 23ºBPM/M, 14ºBPM/M, 36ºBPM/M, 33ºBPM/M, 5º BAEP, Polícia Rodoviária e helicóptero Águia.