Autônomos podem se inscrever no programa "Bolsa Empreendedor" até o dia 19/09


Com investimento de R$ 100 milhões, programa inédito do Governo do Estado prioriza mulheres, jovens, pretos e pardos, indígenas e pessoas com deficiência

Na manhã desta sexta-feira (10/09), o Governador João Doria lançou o "Bolsa Empreendedor", programa inédito com oferta de 100 mil bolsas para autônomos informais em situação de vulnerabilidade. O Estado vai investir R$ 100 milhões no projeto, com prioridade para mulheres, jovens, pretos e pardos, indígenas e pessoas com deficiência que também vão receber qualificação e migrar para o mercado formal.


O Bolsa Empreendedor vai receber inscrições de moradores dos 645 municípios paulistas, desempregados ou informais maiores de 18 anos e sem inscrição de CNPJ como empresário, sócio ou administrador de pessoa jurídica.


Para a Região Metropolitana de São Paulo foram disponibilizadas 52.196 vagas. Todas as informações e requisitos estão disponíveis em https://www.bolsadopovo.sp.gov.br/. As inscrições devem ser feitas e 10 a 19/09, na opção “Bolsa Empreendedor”.


Cotia

O Secretário de Indústria, Comércio e Empreendedorismo de Cotia, Fernando Jão, representou o município de Cotia no lançamento do programa, que integra o Programa Bolsa do Povo e compila diversos programas sociais como Ação Jovem, Renda Cidadã, Bolsa Trabalho, Vale Gás, Auxílio Moradia, entre outros.


A iniciativa é capitaneada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Secretaria de Governo e o Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em São Paulo) e tem como objetivo impulsionar novos empreendimentos, incentivar pequenos negócios e tirar autônomos da informalidade.


Carapicuíba

São 300 vagas para Carapicuíba. O objetivo é impulsionar novos empreendedores, incentivar pequenos negócios e tirar autônomos da informalidade.


Cada bolsa será de R$ 1 mil e paga em duas parcelas de R$ 500. Para ter acesso ao programa, os autônomos devem participar de um curso gratuito de empreendedorismo do programa Empreenda Rápido, com frequência mínima de 80%. Todos também devem obter formalização como MEI (Microempreendedor Individual) ou outra natureza jurídica.


Empreenda Rápido

Os cursos do Empreenda Rápido são oferecidos pelo Estado em parceria com o Sebrae-SP. As capacitações ocorrem em formato presencial, com carga horária de 20 horas, ou com dez horas-aula online.


Os alunos são apresentados a temas como empreendedorismo, ideia de negócios, marketing, finanças e formalização, entre outros. Haverá 70 mil vagas presenciais e 30 mil vagas online em todo o estado. A primeira turma está prevista para 27 de setembro.

Foto: Governo do Estado SP

40 visualizações