top of page

Aviário do Animália é escolhido como um dos 100 melhores projetos do mundo em 2023

Local abriga 576 espécies, entre aves, répteis e mamíferos, e foi projetado para reproduzir o habitat dessas espécies


O aviário do Animália Park, em Cotia (SP), foi escolhido pelo site de arquitetura ArchDaily, uma das principais plataformas da área, como um dos 100 melhores projetos do ano de 2023.


A área, chamada Animália Forest, tem 10 mil metros quadrados e 25 metros de altura, conta com 576 espécies - 401 aves de espécies variadas - mutuns, atobás, papagaios, araras, tucanos, entre outros. O Animália Forest abriga também mamíferos como antas, veados, cutias, ariranhas e lontras, além de répteis como jabutis, tartarugas d’água, cágados de barbicha e jiboias arco-íris.

Anualmente, o ArchDaily avalia milhares de novos projetos que compõem a maior biblioteca de arquitetura on-line do mundo. Os 100 principais projetos da lista do ArchDaily representam uma espécie de “conversa global no mundo da arquitetura” e, de acordo com o site, são projetos que desafiam os limites, apontam tendências e adotam práticas ecologicamente responsáveis ou repensam a forma como usam os espaços, mostrando o mundo instigante e dinâmico do design.

“Recebemos com muita alegria, orgulho e satisfação essa notícia, esse reconhecimento. O Animália completou apenas seis meses e tudo aqui foi pensado pelo binômio da preservação e da conservação da fauna, da flora e dos recursos naturais como um todo. Nosso aviário é um dos maiores do mundo e já é referência. Aqui, nossos animais estão livres, e desenvolvemos uma estrutura que permite a reprodução do habitat deles. Sem contar que a grande maioria das aves vieram de resgates e não teriam como voltar à natureza”, explica o CEO do Grupo ExpoAqua, Anael Fahel.

Quem visita o aviário do Animália encontra centenas de aves soltas, interagindo entre elas e com os visitantes. A maioria dos animais são nativos e muitos deles estão ameaçados de extinção, como os mutuns que se destacam e integram o programa de conservação ambiental do Animália, com o objetivo de proteger espécies. O parque tem mutuns de bico azul, mutuns de bico vermelho, mutuns de penacho e mutuns grandes - todos ameaçados de extinção.

“O nosso aviário é um dos locais preferidos dos visitantes, que podem ter contato com as aves e conhecem de perto todo o trabalho que realizamos para reprodução e conservação das espécies”, conta o diretor técnico do Animália Reserva, Marco Majolo.

O local abriga aves resgatadas. “Elas fazem parte de programas de reabilitação e não têm mais condições de voltar à natureza, como é o caso dos atobás, araras, papagaios e tucanos que encantam os visitantes”, reitera Fahel. “Os atobás vieram de resgate feito por centros de reabilitação, assim como grande parte das aves que temos aqui. Como eles não têm condições físicas de reinserção, esses centros procuram instituições comprometidas com a conservação para receberem esses animais”, complementa Majolo.

Experimentação Ambiental

O Animália Forest possibilita ainda a inserção e prosperidade dessas espécies, além de ser uma importante ferramenta de educação ambiental, fornecendo relações, conexões e emoções ao público visitante. Dentro do Programa de Experimentação Ambiental, é oferecida a atividade de observação de aves, “birdwatching”, prática disseminada pelo mundo e que tem auxiliado a conservação em meio natural.


Serviço

Animália Park

Endereço: Estrada da Furquim, 1490 - Chácara Santa Maria - Cotia - São Paulo

Atendimento ao cliente: (11) 5197-8000

Janeiro aberto de segunda a domingo, das 9h às 19h30

Ingressos e atualizações: https://animaliapark.com.br/

49 visualizações

Comentarios


bottom of page