Baixa cobertura de vacinação contra a gripe entre público-alvo preocupa a Vigilância Epidemiológica


Em Cotia, todas as Unidades Básicas de Saúde têm disponibilidade da vacina. Campanha - já com data prorrogada - segue até sexta-feira (24/07)

Nesta quarta-feira (22/07), as Vigilâncias Epidemiológicas (VE’s) municipais participaram de uma reunião remota com a GVE Osasco para tratar sobre a Campanha de Vacinação contra a Gripe. Em todo o Estado, há uma preocupação com a baixa cobertura do grupo prioritário composto pelas crianças (seis meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que tiveram parto há até 45 dias) e adultos (55 a 59 anos). Durante a reunião, foi lembrado que a Campanha de Vacinação - já prorrogada - terminará na sexta-feira (24/07) e, por enquanto, não há informação se será estendida novamente. A previsão é de que os municípios não receberão mais doses.


Dados da Vigilância Epidemiológica de Cotia mostram que apenas 50,27% das gestantes do município se imunizaram contra a Influenza. A vacina traz proteção contra os vírus Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B. “Existe uma expectativa muito grande da população em relação à proteção contra o Coronavírus, a vacina contra Influenza não protege contra este vírus, no entanto, é importante que principalmente o público-alvo se imunize contra a influenza, pois a vacina evita formas mais graves da doença que podem levar à internação e até à morte”, disse Silvana Silva, coordenadora da VE de Cotia.


A coordenadora lembrou que é importante que as pessoas procurem se proteger de todas as doenças contra as quais já existem vacinas para evitar complicações que necessitem de atendimento médico e até de internações. “Principalmente neste momento difícil de pandemia que enfrentamos, evitar ir aos pronto atendimentos e hospitais é a melhor coisa”, salientou Silvana.


Em Cotia, todas as Unidades Básicas de Saúde têm doses da vacina contra a gripe. Para ser vacinado basta comparecer à UBS mais próxima com caderneta de vacinação (no caso das crianças é obrigatório) e estar usando máscara. Caso haja fila, a recomendação é para que as pessoas mantenham o distanciamento de pelo menos 1,5 metro entre si. “Deixamos claro que, acabando as disponibilidade de doses, o município não receberá mais”, concluiu Silvana.

Cobertura de vacinação em Cotia

Crianças:  52,99%

Gestantes: 50,27%

Puérperas: 57,71%

Adultos (55 a 59 anos): 52,77%

Público com meta de vacinação alcançada

Trabalhadores da saúde: 112,44%

Idosos: 127,98%

Meta de vacinação do Ministério da Saúde: 90% do público-alvo

Cobertura vacinal (público-alvo): 82,52% (Cotia)

Fotos: Alexandre Rezende