Barueri: Luta pelos direitos femininos rende medalha a Secretária da Mulher


Honraria é inspirada no trabalho da antropóloga e sua luta pelos direitos femininos.

A Secretária da Mulher de Barueri, Giani Cristina de Souza, foi uma das quatro personalidades femininas agraciadas com a medalha Ruth Cardoso. A honraria é oferecida pela Secretaria da Justiça e Cidadania de São Paulo, por meio do Conselho Estadual da Condição Feminina, a pessoas que se destacam na luta pelos direitos femininos e no combate à discriminação e às desigualdades de gênero.


A cerimônia aconteceu no dia 25 de junho, no auditório do Espaço da Cidadania André Franco Montoro, na capital paulista, seguindo todos os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19.


“A indicação ocorreu pela Drª. Eliana Falchi, que é uma parceira da Secretaria da Mulher, está sempre apoiando os trabalhos daqui, e dentro do Conselho da Condição Feminina Barueri foi aprovada por unanimidade”, detalha Giani.

Feliz com a honraria, a secretária lembra com emoção do Espaço Mulher Ruth Cardoso, criado pela primeira-dama Sônia Furlan em 2011 e que, mais tarde, deu origem à Secretaria da Mulher. “O sonho da nossa primeira-dama, Sônia Furlan, foi uma semente e agora essa Secretaria ganhar essa honra ao mérito é um grande privilégio”, comemora.


“Eu só estava ali representando o trabalho de todo um governo, de uma política pública realmente empenhada, sensível à causa das mulheres e toda uma equipe”, diz a secretária.


Além de todas as ações e programas que são desenvolvidos pela pasta, o que motivou a premiação foram, principalmente, as ações voltadas ao combate à violência contra a mulher, por meio do Centro de Referência à Mulher, juntamente com o projeto Guardiã Maria da Penha, desenvolvido em parceria com a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (SSMU), Ministério Público e poder judiciário; e o trabalho realizado pelo Núcleo de Combate ao Câncer de Mama. “O nosso trabalho é transformar vidas e o nosso enfoque é a mulher, mas junto com ela vem o homem, vem o filho, vem toda a família”, arremata Giani


Em defesa da igualdade de gênero

O secretário estadual da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa, compareceu à cerimônia de premiação e, durante sua fala, ressaltou a importância da garantia de direitos humanos às mulheres, às vítimas de violência, aos negros e ao público LGBTQIA+. “Os homens têm todos os seus direitos garantidos, mas as mulheres não. Nós devemos continuar lutando para defender os direitos das mulheres. Esse é um compromisso que eu assumo: defender arduamente a igualdade de gênero, porque é fato que, infelizmente, não há igualdade de direitos no tema mulher”, frisou.

A medalha Ruth Cardoso é entregue anualmente a personalidades que desenvolvem trabalhos focados na defesa da mulher e na garantia de seus direitos. A honraria, oficializada pelo decreto nº 53.721, de 24 de novembro de 2008, e alterado pelo decreto nº 57.828, de 1º de março de 2012, é inspirada no trabalho da antropóloga e sua luta pelos direitos femininos.