top of page

Barueri: Polícia Rodoviária prende casal em flagrante com 5kg de drogas em fundo falso de veículo


Um delegado aposentado que conversava com o casal também foi preso. Prisão aconteceu em um posto na Castello Branco.


Por volta das 19h30 desta terça-feira, 3, Policiais Rodoviários faziam patrulhamento de rotina quando, no estacionamento de um posto de gasolina no km 30 da Rodovia Castello Branco, visualizaram um homem em pé, ao lado de um veículo Fiat Siena preto, conversando com as pessoas em seu interior. Neste momento, os policiais observaram que o homem colocou alguma coisa embaixo da camisa, escondendo-a, e em seguida começou a caminhar na direção da lanchonete ali existente.


Quando o homem ia entrar em um veículo Jetta prata que estava estacionado há uns 30 metros do veículo Fiat Siena, os policiais fizeram a abordagem. Ao ser questionado sobre o que estava embaixo da sua camisa, ele informou que era dinheiro, sendo a quantia de R$17 mil reais. O dinheiro, em notas de valores diversos, foi colocado em cima do banco do veículo e em seguida o homem disse aos policiais que era delegado de polícia aposentado, mostrando a sua carteira funcional. Ele disse aos policiais que o dinheiro tinha sido dado pelo indivíduo no outro veículo, em pagamento de um serviço que havia feito, mas depois mudou a versão e disse que o dinheiro tinha sido emprestado pelo indivíduo.


Na revista pessoal, nada foi encontrado. Embaixo do banco do motorista, os policiais localizaram um revólver Taurus calibre .36, com cinco munições intactas. O homem afirmou que a arma lhe pertencia e estava registrada, mas naquele momento não tinha a documentação com ele, o que foi confirmado em consulta pelos policiais. Em sua carteira haviam U$D 60.00 (sessenta dólares) e R$517,00 (quinhentos e dezessete reais). No veículo também foi localizado um distintivo de delegado de polícia e seis celulares.

O fundo falso

No outro veículo, os policiais abordaram um casal. A mulher, de 29 anos, estava no banco do motorista e ao seu lado um homem de 31 anos com um cachorro no colo. A mulher disse aos policiais que o homem que tinha conversado com ela, havia lhe pedido informações sobre o trajeto na estrada e não sabia nada sobre ele. O passageiro, que apresentou um RG do estado do Amazonas, disse que não ouviu o que o homem tinha perguntado para sua namorada.


Porém, após novas perguntas sobre o dinheiro, o passageiro acabou confirmando que tinha entregado o dinheiro ao homem, sem dizer mais nada e sem explicar o motivo.

Foi feita a revista pessoal e além de três celulares (dois deles com a moça), nada foi encontrado. Porém, na revista no interior do veículo os policiais localizaram um fundo falso no painel, e após uso de força por falta de colaboração do casal, os policiais conseguiram abri-lo. Dentro dele, acharam um cofre, que precisou ser arrombado. Em seu interior haviam cinco pacotes contendo 2.920kg de cocaína, um pen drive e uma identidade com a foto do passageiro, dessa vez expedida por SP, porém em nome de outra pessoa. O passageiro alegou que havia pegado a droga na Zona Leste e o RG em São Paulo, sem dar mais informações. A mulher alegou que não sabia das drogas nem do RG falso. O delegado aposentado também alegou total desconhecimento sobre as drogas.


Ao observarem melhor o local, os policiais visualizaram, há mais ou menos um metro e meio do veículo Siena, um outro veículo, um Fiat Idea vermelho. A chave foi encontrada no chão, perto do veículo. A mulher então disse que o veículo era de sua propriedade. No seu interior nada foi localizado. Sobre os celulares encontrados com os três suspeitos, estavam todos bloqueados com senha e três deles desligados.


Como todos apresentaram contradições em suas falas e não foi possível saber a origem lícita do dinheiro, eles receberam voz de prisão e foram encaminhados ao DP de Barueri. O delegado aposentado foi levado em uma viatura do GOE da Polícia Civil. As drogas, dinheiro, pendrive e celulares também foram encaminhados à delegacia. Foi solicitada perícia no local e nos veículos, e a droga encaminhada para constatação. O Laudo Pericial nº 138082/2022, expedido pelo IC BARUERI, apresentou resultado positivo para cocaína.


A Autoridade Policial, após tomar conhecimento dos fatos, ratificou a voz de prisão e determinou a lavratura de auto de prisão em flagrante contra os três conduzidos, assim como a apreensão das drogas, da arma/munições, dos dinheiros, dos celulares e do pen drive para as providências de polícia judiciária, representando pela quebra de sigilo/confisco do veículo e conversão da Prisão em Flagrante em Prisão Preventiva. Os três veículos também foram apreendidos.


Os indiciados permaneceram à disposição da Justiça. O delegado aposentado permaneceu em sala especial até sua efetiva transferência para o estabelecimento adequado, estando sob escolta de um Policial Civil.


O caso foi registrado em boletim de ocorrência de natureza "Falsificação de documento público (art. 297); Tráfico de Drogas (Art.33); e Uso de documento falso (art. 304)".


Atendeu a ocorrência a viatura de TOR R-05471 da Polícia Rodoviária.
















Três veículos





O caso foi registrado no DP de Barueri, em boletim de ocorrência de natureza "Falsificação de Documento Público" (art. 297); e "Tráfico de Drogas" (art. 33 - L11343/06).

98 visualizações

Comments


bottom of page