Barueri: Saúde recomenda redobrar cuidados preventivos contra gripe


Surto da gripe Influenza (H3N2) já chegou a algumas cidades do estado do RJ e SP

 

Diante do surto da gripe Influenza (H3N2) que começou recentemente no Rio de Janeiro e já chegou a algumas cidades do estado de São Paulo, a Secretaria de Saúde de Barueri alerta para redobrar os cuidados a fim de evitar a proliferação do vírus. No entanto, o secretário da pasta, Dionisio Alvarez Mateos Filho, ressalta que há diferenças a se considerar.


Em Barueri ainda não houve notificação de nenhum caso de H3N2 até o momento, apenas aumento de casos de síndrome gripal, que se referem a situações bem mais simples, de fácil tratamento e que não levam a internações, como a SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave).


“Uma das medidas mais importantes é ir aos prontos-socorros (PS) da cidade só em caso de emergência. E se realmente precisar ir, evitar levar mais de um acompanhante para não haver aglomeração e aumento de contaminações. De preferência deixe o acompanhante esperando do lado de fora da unidade”, recomenda o secretário.


Quando não for caso de emergência, o recomendável é procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da residência.


São considerados casos de emergência quando o paciente estiver sentindo todos ou grande parte dos seguintes sintomas gripais:

Febre alta;

Dores no corpo (principalmente nas articulações);

Dor de cabeça;

Falta de ar;

Tosse;

Coriza;

Calafrios.


Outras recomendações também de muita importância dizem respeito aos mesmos cuidados usados para evitar o contágio da Covid-19, ou seja, uso de máscara de forma adequada (sem folga dos lados e cobrindo a boca e o nariz), evitar aglomerações em locais fechados, lavar sempre as mãos com água e sabão ou álcool 70.


Além disso, Dionisio ressalta a importância da alimentação, principalmente para crianças, já que organismos mais debilitados ficam mais propícios para contraírem o vírus da gripe.


Aumento no Atendimento

De acordo com dados da Secretaria da Saúde de Barueri, o número de atendimentos nos PS da cidade aumentou mais de 60%. E boa parte deles se refere a quadros com sintomas gripais e não de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).


No caso dos atendimentos no PS Central, por exemplo, o número saltou de 933 no primeiro dia deste mês para 1.445 no dia 14. Os casos específicos de “sintomas gripais” foram de 153 para 619, no mesmo período.

Em decorrência do aumento dos atendimentos, o tempo de espera nos PS também aumentou, daí a importância de se dirigir à unidade só em caso de emergência.


Apesar do número crescente de atendimentos de pacientes com sintomas de gripe, o quadro de internações relacionadas à Covid-19 não se alterou em Barueri, informa o secretário de Saúde. Neste mês, a média de leitos de UTI ocupados por conta da Covid é de apenas dois.

39 visualizações