top of page

"Brincadeira" sobre atentado mobiliza Polícia em colégio na Granja Viana


Fake news sobre um suposto "massacre" causou apreensão e fez pais buscarem seus filhos na escola


Por Fau Barbosa

Uma onda de fake news que começou há dois meses no Brasil, tem se espalhado por escolas públicas e privadas, assustando pais, alunos e professores. Tudo começa quando um aluno ou mais alunos escrevem nas paredes do banheiro que dali a tantos dias haverá um "massacre". A mensagem acaba se espalhando e causando pânico nos estabelecimentos de ensino.


Na manhã desta segunda-feira, 13, a vítima foi uma tradicional escola da região. Pais e alunos do Colégio Rio Branco da Granja Viana, viveram momentos de tensão e apreensão.


A reportagem do Portal Viva conversou com a direção do Colégio Rio Branco, que contou como tudo aconteceu. Segundo as informações, há cerca de 15 dias foi escrito na porta das cabines de um banheiro masculino, que faltavam "X dias" para um "suposto" massacre no colégio. Alunos disseram que houve uma espécie de contagem regressiva de mensagens, o que acabou gerando muita ansiedade. A data coincidiria com esta segunda-feira, 13 de junho. Pela manhã, o boato de que haveria um "atirador" na escola fez com que as crianças, assustadas, ligassem para os pais pedindo que fossem buscá-las.


A Polícia Militar, Polícia Civil, GCM e Samu foram acionados por pais e alunos e estiveram no colégio conversando com a direção.

Diante da confusão, o colégio procurou tranquilizar os pais encaminhando mensagem informativa de fake news sobre atentados em escolas, destacando que não havia nada que sinalizasse qualquer situação no colégio, seguindo a rotina com normalidade e acompanhamento dos alunos.


Mesmo após os fatos serem esclarecidos, muitos alunos foram embora, já que não havia mais clima para assistirem as aulas. A escola, inclusive, iniciava semana de provas e simulado para o Ensino Médio.


Segundo a Polícia, esta não é a primeira vez que isto acontece na região. Outras escolas, principalmente escolas públicas de Cotia e Carapicuíba, tem sido vítimas destas fake news.


Em nota encaminhada ao Portal Viva, o Colégio Rio Branco lamentou o ocorrido e prometeu intensificar os programas e atividades de conscientização sobre fake news.











8.330 visualizações

Σχόλια


bottom of page