top of page

Carapicuíba: Após investigação, Justiça condena quadrilha que distribuía sinal clandestino de TV


Para a instalação nas residências, eram utilizados cabos desviados de operadoras.


Fau Barbosa

Nesta segunda-feira, 7, a Justiça publicou a sentença que condenou seis pessoas por crimes de associação criminosa, violação de direitos autorais e receptação, em Carapicuíba. A Justiça também negou aos réus o direito de recorrerem da decisão em liberdade.


A investigação do Ministério Público com apoio da Polícia Civil, teve início a partir da prisão em flagrante de duas pessoas por receptação de fios de uma operadora de TV a cabo. Os indivíduos tinham folhetos de propaganda da distribuição não autorizada de canais de TV pagos.

A investigação identificou ainda a atendente dos clientes, a central de distribuição de sinal e os instaladores. Para a instalação nas residências, eram utilizados cabos desviados de operadoras.


A Associação Brasileira de TV por Assinatura alerta: "O uso fraudulento de sinais de TV e de serviços de telecomunicações prejudica a sociedade e atrasa a tecnologia no país, lesando fornecedores, empresas de conteúdo, operadores e o Estado, além de diminuir a economia de escala e a qualidade dos serviços prestados aos usuários que pagam corretamente por ele."


Na semana passada, outra operação conjunta da Polícia Civil - DEIC de São Paulo e da Promotoria de Justiça de Carapicuíba contra a operadora clandestina de TV por assinatura concentrou-se na retirada dos aparelhos de distribuição ilegalmente instalados em mais de 100 postes.

Pirataria é crime. Denuncie!

Tire suas dúvidas e denuncie em https://www.abta.org.br/pirataria.asp

83 visualizações

Commenti


bottom of page