top of page

Carapicuíba: Três indivíduos são presos pela Polícia Militar após sequestrarem idoso


Vítima foi levada a um cativeiro, onde foi agredida e teve uma costela quebrada.


Por Fau Barbosa

Por volta das 20h deste domingo, 19, Policiais Militares foram informados pelo Copom que havia ocorrido um roubo de um veículo Hyundai Creta vermelho, em Carapicuíba, estando a vítima, um idoso de 68 anos, em poder dos assaltantes.

Perseguição

De posse das características, a Polícia Militar passou a patrulhar com vistas a localizar o referido veículo e liberar a vítima. Por volta das 20h45, os policiais escutaram pelo rádio transmissor que outra viatura havia se deparado com um veículo nas mesmas características, e que o motorista, após receber os sinais de alerta, empreendeu fuga. Neste momento, os policiais visualizaram o veículo passando por eles em alta velocidade e de imediato iniciou-se o acompanhamento, com outras viaturas dando apoio.


Ao chegarem na Rua do Cabo, próximo ao Parque da Aldeia, dois indivíduos desceram do veículo Cretta, e entraram no Parque, sendo perseguidos pelos policiais. Foi feito o cerco policial e os bandidos foram presos em um brejo no parque. Como os policiais sabiam que existiam informações sobre um veículo Hyundai HB 20 branco também envolvido no roubo e no sequestro, passaram a questionar os indivíduos sobre a vítima, porém eles diziam que a "missão" deles seria somente "desovar" o carro, não sabendo do paradeiro da vítima.


Os dois foram encaminhados ao 1º DP de Carapicuíba, onde os policiais souberam que uma equipe da Polícia Militar de Barueri havia se deparado com o veículo Hyundai HB 20, que tentou empreender fuga, mas acabou colidindo contra um poste, sendo o motorista preso, porém o outro indivíduo que estava com ele conseguiu fugir.

Vítima libertada

Por volta das 22h, Guardas Civis de Barueri, se depararam com a vítima saindo de um veículo, correndo em via pública com os braços amarrados. Ao indagar o homem sobre o que estava acontecendo, ele afirmou que havia sido sequestrado desde às 12h pelos indivíduos que tinham acabado de se evadir em um HB20.


Os guardas comunicaram a situação para a Polícia Militar e socorreram a vítima para o Pronto Socorro. No hospital foi constatada uma fratura na costela, devido aos chutes recebidos pelos meliantes.


Por volta das 18h, e como se não bastasse, os criminosos na posse do veículo da vítima, se dirigiram até a sua residência, portando uma arma de fogo, onde abordaram a esposa da vítima, afirmando que tinham sequestrado seu marido e que iriam pegar os bens dele. Eles levaram a sua coleção de relógio e em seguida subtraíram o celular da esposa.


O sequestro

A vítima, de 68 anos, contou à Polícia por volta das 11h saiu de casa para encontrar um amigo em um barzinho na Vila Veloso. Na saída (pouco depois de meio dia) foi abordado inicialmente por três homens, todos com arma de fogo.


Ele foi rendido, teve seus olhos vendados e foi levado para um cativeiro onde, mediante

ameaça e agressões, foi forçado a dar a senha dos cartões de crédito e dos aplicativos. Os bandidos também roubaram sua aliança de ouro, anel e relógio. A vítima não soube dizer o local do cativeiro, apenas sabe que era em Itapevi. Ele ainda conseguiu correr do cativeiro, mas logo em seguida foi recapturado pelos bandidos. Mais tarde foi colocado em um veículo HB20, e no caminho outro homem chegou e assumiu a direção do veículo, parou em um posto para abastecer e seguiu o caminho.

A vítima acredita que foi levado até Barueri para ser executado, no momento em que uma viatura da Guarda Civil se aproximou e os bandidos fugiram, sendo ele libertado e socorrido.


Três bandidos presos

Os três meliantes prestaram depoimento na delegacia. Um deles, de 26 anos, disse à Polícia que já foi preso pelos crimes de tráfico de drogas, associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo e roubo. Ele estava na "rua" há três meses, quando saiu de saída temporária e não retornou. Sobre os fatos, disse que recebeu uma ligação de um amigo, vulgo "Neguinho", que o convidou para participar do sequestro, e que sua função seria apenas de sumir com o carro da vítima. Ele receberia R$ 1.000 mil reais. Então pegou o carro na Estrada Velha de Itapevi. Ele iria deixar o veículo em Osasco e depois pedir um Uber, mas foi interceptado pelos policiais e perdeu seu celular na fuga.


O segundo meliante, de 38 anos, contou à Polícia que já foi preso por homicídio, porte ilegal de arma, furto e roubo, e estava há pouco mais de um mês em liberdade. Ele receberia R$ 1.000 mil reais para participar do sequestro e deveria dirigir um HB20 (junto com um comparsa) e soltar a vítima aonde tivesse mato. Não soube identificar nenhum dos envolvidos no crime.


O terceiro, de 19 anos, alegou que já foi preso por tráfico e estava em liberdade há cinco dias. Mora com seu pai e seu avô e negou qualquer envolvimento no sequestro.


A Autoridade Policial registrou o Boletim de Ocorrência de natureza "Roubo (art. 157) - Outros o agente mantém a vítima em seu poder, restringindo sua liberdade (art. 157,§ 2º, V) há concurso de duas ou mais pessoas (art. 157,§ 2º, II); Extorsão (art. 158) - Pessoa o crime é cometido com emprego de arma (art. 158,§ 1º) o crime é cometido por duas ou mais pessoas (art. 158,§ 1º) Se crime é cometido mediante a restrição da liberdade da vítima, e essa condição é necessária para a obtenção da vantagem econômica, ficando os três indivíduos presos em flagrante, e sendo encaminhados à Cadeia Pública de Carapicuíba. Foi solicitada perícia nos veículos e perícia AFIS para identificação do quarto indivíduo envolvido.


Atenderam a ocorrência as viaturas M-33119, M-33129 e CGP-01 VTR M-33101, com apoio das viaturas M-33512, M-33130, M-33114, M-33108, RPM-01, CGP-03 M-33306, RPM-02 M-33218, além das viaturas de Força Tática e Rocam M-33389, M-33015, M-33339 ROCAM 01 e do apoio tático M-20011 e da viatura da Guarda Civil de Barueri.

107 visualizações

Comments


bottom of page