Consórcio Via Mobilidade ganha concessão da Linha 8 - Diamante e trará benefícios para Itapevi


Cidade será contemplada com reconstrução da estação Ambuitá, construção de cinco passarelas e reforma da estação Amador Bueno, entre outros.

Na terça-feira, 20, o consórcio Via Mobilidade, formado pelas empresas CCR e RuasInvest, venceu a concorrência internacional realizada na B3 (Bolsa de Valores em São Paulo) para a concessão da Linhas 8- Diamante Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que interliga Júlio Prestes a Amador Bueno, em Itapevi, na terça-feira (20).

A Linha 8 - Diamante tem 41,6 quilômetros de extensão e 22 estações, atendendo aos municípios de São Paulo, Osasco, Carapicuíba, Barueri, Jandira e Itapevi.


O consórcio também ganhou a Linha 9 - Esmeralda (Osasco/Grajaú). "Juntas, as duas linhas têm 79 quilômetros de extensão, 43 estações e transportam 1,1 milhão de passageiros por dia. No que diz respeito ao trem e trilhos é uma grande expressão este investimento", declarou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), durante o leilão.

O prefeito Igor Soares definiu a concessão como um grande avanço. "Os investimentos vão otimizar a mobilidade urbana, melhorar a qualidade dos serviços e reduzir o tempo de viagem. Irá trazer mais segurança e qualidade aos usuários, principalmente daqueles que vivem nas comunidades mais carentes e que precisam do transporte público para chegarem mais rapidamente até o seu trabalho e retornarem às suas casas, bem como oferecerá a oportunidade de lazer e do uso aos finais de semana para o esporte e para cultura", destacou.


Foi a primeira vez que o governo do estado de São Paulo ofereceu à iniciativa privada linhas da CPTM. O consórcio vencedor terá direito de aproveitamento da linha que passa por Itapevi por um período de 30 anos e terá que investir mais de R$3,2 bilhões na melhoria da infraestrutura, incluindo aquisição de trens e aprimoramento das estações. Concessão da Linha 8 beneficia trará avanços para Itapevi O Consórcio ficará responsável pela reconstrução da estação Ambuitá, construção de cinco passarelas, reforma da estação Amador Bueno, fim da travessia de nível no Santa Rita com construção de túnel ou viaduto e alargamento da passagem sob a linha férrea em Ambuitá. A Prefeitura está alargando a ponte nas proximidades e construiu, ainda no final do ano passado, um mini viário de ônibus para melhorar as condições do trânsito local. Quatro consórcios apresentaram propostas durante o leilão. O consórcio vencedor, Via Mobilidade, já opera, por concessão, a Linhas 5 - Lilás do Metrô e a Linha 17- Ouro do Monotrilho. As duas participantes do consórcio vencedor, a CCR e a Ruas Invest, também operam a Linha 4 - Amarela do Metrô por meio do consórcio ViaQuatro.

33 visualizações