Cotia: Ladrão de moto é derrubado por pitbulls, agredido por populares e termina preso pela PM


Indivíduo acabou caindo da moto ao ser perseguido pelos cães da vítima, e quase foi linchado.

Na última terça-feira, 16, por volta das 23h50, policias militares foram acionados via Copom para atender uma ocorrência de roubo e disparo de arma de fogo na Rua Santo Agostinho, no Jd do Museu, em Cotia.


Ao chegarem ao local dos fatos, os policiais observaram três indivíduos segurando um outro indivíduo, que segundo informações teria roubado a motocicleta de um deles, porém, na hora da fuga, cachorros o derrubaram, Na sequência, populares teriam agredido o suspeito, D.P.D.B., de 36 anos, que foi socorrido pela Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros ao Hospital de Cotia, onde passou por exames. Em seu poder, os policiais localizaram a quantia de R$800,00 (oitocentos reais) em dinheiro.


Durante o entrevero, um dos envolvidos teria tentado tirar a arma da mão do ladrão, porém foi atingido com um disparo no dedo da mão esquerda. Ele foi socorrido pela Polícia

Militar à UPA do Atalaia e após receber os primeiros atendimentos, foi transferido para o Hospital São Francisco para fazer a reconstrução da ponta do dedo atingido.

O carregador da pistola que D.P.S.B. teria utilizado, estava na rua, assim como a motocicleta da vítima. Já a pistola, estava sobre o muro de uma das casas.

O caso foi encaminhado ao DP de Cotia, onde o delegado de plantão, após tomar ciência dos fatos, determinou o início dos procedimentos de Polícia Judiciária.


O Roubo

A vítima (e proprietário da motocicleta) contou à Polícia que estava chegando do seu trabalho em sua moto e assim que abriu o portão de sua residência, foi surpreendido com a chegada de dois indivíduos em uma motocicleta.


Um deles desceu da moto e apontando uma arma de fogo anunciou o assalto, exigindo que ele entregasse sua motocicleta. Como a vítima já havia aberto o portão de sua residência, abandonou a motocicleta ainda ligada no local e correu em direção a sua casa, soltando da corrente seus dois cachorros da raça Pitbull.


Logo em seguida, o meliante que tinha assumido a direção da motocicleta e ia deixando o local, foi perseguido pelos cães na mesma rua, alcançando o ladrão e derrubando-o da

moto.


Ao perceber que o ladrão havia caído, a vítima correu até o local e conseguiu imobilizá-lo, porém ele ainda permanecia com a arma de fogo em suas mãos. Logo em seguida seus dois irmãos chegaram ao local, seguidos por várias outras pessoas que estavam nas imediações. As pessoas, ao perceberem o ocorrido aglomeraram-se e começaram a agredir o ladrão. Temendo que ele efetuasse algum disparo em direção aos populares, o irmão da vítima tentou tomar a arma de suas mãos, momento em que ele efetuou um disparo, que atingiu a mão do irmão, lesionando um de seus dedos.


Após o disparo, conseguiram tomar a arma do ladrão deixando-o imobilizado até a

chegada da Polícia Militar.


Depoimentos

Ao ser questionada pelos policiais sobre a identidade dos populares que

efetuaram as agressões, a vítima não conseguiu identificá-los, devido ao tumulto generalizado com a chegada de diversas pessoas, que fugiram com a chegada da Polícia


O outro irmão da vítima disse à Polícia que estava em casa assistindo TV, quando

ouviu seu irmão gritando na entrada da casa, e imediatamente se dirigiu ao

local, onde viu um indivíduo fugindo com a motocicleta de seu irmão, sendo perseguido e derrubado por seus dois cachorros.


Diante dos fatos a autoridade policial compareceu ao Hospital de Cotia, onde soube pelo médico responsável pelo atendimento do ladrão, que este estava consciente e apresentava diversas escoriações no rosto, tendo sido submetido a uma tomografia, contudo aparentemente não havia risco a sua vida. Porém, por precaução ele seria mantido em observação pelo período de 12 horas.


Ao ser ouvido pelo delegado, ele confirmou os fatos, dizendo que foi ao local para praticar um roubo em companhia de outro indivíduo, cujo nome se recusou a informar, afirmando que se falasse seria morto.


Questionado quanto a origem da arma de fogo utilizada, ele disse que já a possuía há alguns meses e que a teria adquirido na “feira do rolo”. Sobre a origem do dinheiro encontrado em sua posse, ele afirmou que seria produto de bicos que realiza e que estaria juntando para realizar reparos em seu veículo, contudo não conseguiu comprovar a origem.


Ao ser indagado sobre o disparo da arma, ele negou ter realizado qualquer disparo, afirmando que a arma se encontrava desmuniciada e que a usava apenas para intimidar as vítimas.


O Delegado de Polícia, considerando os fatos determinou o registro do auto de prisão em flagrante. A arma de fogo foi apreendida e encaminhada para perícia, bem como foi solicitada a realização de exame residuográfico no ladrão. Os R$ 800,00 reais foram apreendidos, uma vez que não houve qualquer comprovação quanto a licitude de sua origem.


O caso foi registrado em boletim de ocorrência de natureza "Roubo" (art. 157), com grave ameaça exercida com emprego de arma de fogo, por duas ou mais pessoas, e Lesão corporal (art. 129).


Atendeu a ocorrência a viatura da Polícia Militar M-33307.

465 visualizações