top of page

Cotia: Médico é preso em flagrante por embriaguez ao volante e desacato


Ele ainda tentou investir fisicamente contra a delegada, e acabou imobilizado e algemado.


Fau Barbosa

No início da madrugada deste domingo, 02, um médico foi preso em flagrante por dirigir embriagado e ainda proferir palavras de baixo calão a uma Autoridade Policial.


O flagrante aconteceu por volta das 00h05, quando a delegada Dra. Monica Gamboa saía de um condomínio na região do Caiapiá, quando avistou um veículo Honda/Civic branco, com placas de Vargem Grande Paulista, trafegando perigosamente pela via pública, indicando que o condutor do automóvel estaria embriagado. A suposição foi confirmada quando o motorista foi ao encontro de uma cancela, empregando marcha ré de forma desgovernada, e sendo advertido com sinal sonoro de buzina.


Considerando a latente falta de condições psicomotoras, a delegada e seu marido, também policial, decidiram abordá-lo, determinando que este descesse do veículo. Ao tentar persuadí-lo, porém, ela percebeu que o motorista estava balbuciando em estado crítico de embriaguez, proferindo palavras de baixo calão e outras de cunho pejorativo e sexual à delegada. O indivíduo desengatou o veículo automático e este passou a descer desembalado pela via pública rumo ao encontro do automóvel da família, que estava com três crianças em seu interior.


A delegada, então, entrou pela janela do veículo em movimento, com a intenção de puxar o freio de mão para pará-lo, enquanto duas testemunhas seguraram o veículo com a força de seus corpos. O indivíduo então foi retirado do carro e colocado sentado em um canteiro de jardim. Na revista pessoal, foi encontrado um telefone celular, uma carteira de estrangeiro (era boliviano), e uma cédula de identidade de médico, expedida pelo Conselho Federal de Medicina. O motorista foi identificado e questionado onde estava e se havia feito uso de bebida alcoólica. Com a fala extremamente pastosa e exalando forte odor etílico, ele novamente proferiu impropérios à delegada além de desdenhar de sua condição policial e falando absurdos e xingamentos e dizendo "quero ver me prender, sou médico".


Enquanto era feita a busca no veículo envolvido, o médico levantou-se em direção da delegada com o dedo em riste e foi advertido a se manter distante e permanecer sentado e calado, porém sem êxito. Ele acabou investindo fisicamente contra a Autoridade Policial, a qual, sem outra alternativa, usou de força necessária para contê-lo além de imobilizá-lo ao solo, sendo em seguida algemado.


Com apoio de uma viatura da Guarda Civil, o médico, de 61 anos, foi conduzido ao DP de Cotia, onde foi submetido ao teste de etilômetro, tendo resultado de 0,94 mg por litro de ar alveolar, correspondente a três vezes mais do que o permitido por lei. Em pesquisas policiais, constatou-se que ele já tinha antecedentes criminais por violência doméstica e soube-se que o mesmo atuava como médico na UBS de Caucaia do Alto e na UPA do Atalaia, em Cotia.


O médico foi autuado em flagrante pelos crimes de "Embriaguez ao volante" (Art. 306 do CTB) e "Desacato" (art. 331) do Código Penal, sendo recolhido à Cadeia Pública de Cotia onde permaneceu a disposição da Justiça, no aguardo de audiência de custódia.


Seu veículo foi apreendido e encaminhado ao pátio. Foi encaminhado ofício à Secretaria Municipal de Saúde e aos órgãos de trânsito para as providências administrativas cabíveis.

303 visualizações

Comments


bottom of page