Cotia: Mulher é feita refém em mais um sequestro relâmpago

Atualizado: Out 24


Biomédica foi rendida quando trafegava pela Estrada das Piteiras.

Nesta quinta-feira, 21, por volta das 14h, uma moradora da região da Estrada Fernando Nobre foi mais uma vítima da quadrilha do PIX. A biomédica, de 34 anos, seguia com seu veículo pela Estrada da Piteiras, quando próximo ao Colinas de São Fernando, um veículo Fiat Palio azul escuro, que já estava na sua frente há algum tempo, parou bruscamente.


Do veículo desembarcaram dois indivíduos portanto arma de fogo, os quais anunciaram o

“sequestro”. Eles tiraram a vítima do seu veículo e a colocaram no Pálio, sendo vendada.

Os bandidos ficaram com a vítima por cerca de seis horas. Durante esse período, ela foi obrigada a fornecer senhas de seus cartões bancários/crédito, do celular e do internet banking, além de ter todos os seus objetos subtraídos.


Por volta das 20h, ela foi libertada próximo à Estrada da Aldeia, em Cotia, onde

conseguiu informar a Polícia Militar.


A vítima contou à Polícia que os bandidos se dirigiram a um estacionamento, possivelmente de supermercado da região. Ela escutava a conversa deles falando ao celular, dizendo que parariam o carro no subsolo, depois parariam no térreo, entre outros diálogos. Em um deles, os bandidos contavam que já haviam tentado pegar uma mulher no estacionamento do supermercado, sem êxito. Depois observaram um homem em um carrão, ostentando um "belo relógio", mas o homem percebeu a movimentação suspeita e arrancou com o veículo.


Até o momento do registro da ocorrência, não havia sido contabilizada a quantia que os marginais retiraram das contas bancárias da vítima nem os valores utilizados em seus cartões de crédito. Somente horas depois ela soube que os bandidos haviam conseguido fazer vários empréstimos em uma conta digital da vítima, chegando a movimentar a quantia de R$40 mil reais.


Por volta das 23h, a Polícia Militar localizou o veículo da vítima na Rua Grécia, no Jd dos Ipês. A autoridade policial solicitou perícia AFIS/IIRGD para o veículo.


O caso foi registrado no DP de Cotia, em boletim de ocorrência de natureza "Roubo (art. 157), onde há concurso de duas ou mais pessoas (art. 157, §2o., II); o agente mantém a vítima em seu poder, restringindo sua liberdade (art. 157, §2o., V) e Se a violência ou ameaça é exercida com emprego de arma de fogo; (art. 157, §2o.A, I).

834 visualizações