Cotia: Mulher é presa pela PM com 38 frascos de lança-perfume no Jd. Santa Isabel


Grávida de 5 meses foi presa em flagrante por tráfico de entorpecentes

 

Por volta das 22h deste domingo, 24, policiais militares faziam patrulhamento pelo bairro Parque Frondoso, quando na Estrada Sítio do Ribeirão, no Jd. Santa Isabel, visualizaram uma mulher na parte lateral de um estabelecimento comercial, tipo "tabacaria", mexendo em um objeto.

Ao ver a viatura, ela demonstrou certo nervosismo e tentou disfarçar, o que chamou a atenção dos policiais. Os policiais perceberam que no local havia uma bolsa preta, e desembarcaram da viatura para averiguar.


No interior da bolsa, foram localizados 38 frascos contendo 1,620ml de lança perfume.

A mulher foi abordada, revistada e questionada quanto à procedência dos frascos. No bolso de sua blusa foi encontrado um frasco da substância. Ela confirmou que se tratava de lança perfume e disse que pretendia vender numa "balada", local onde já há algumas semanas realizava a venda do produto pelo valor de R$10,00 (dez reais) cada frasco.


A mulher e os objetos foram encaminhados ao DP de Cotia. Não foi necessário o uso de algemas, e devido ao seu estado gestacional, ela não foi colocada no guarda preso, sendo conduzida dentro da viatura.


DP de Cotia

Na delegacia, a autoridade policial, tomou ciência dos fatos, e interrogou a agente de segurança de 23 anos. Ela contou estava indo para uma balada fechada em Cotia, no km 21, e antes de entrar na "tabacaria" escondeu a bolsa na “gradinha” para conseguir pegar depois que entrasse, porém foi abordada pelos policiais militares quando estava na fila e confessou que a bolsa era sua. Disse que comprou 1 litro da substância por R$ 130 reais e dividiu em pequenos frascos para revender. A mulher disse ao delegado que estava grávida de cinco meses e que faz isso para conseguir se sustentar.


A autoridade policial determinou o registro do boletim de ocorrência de natureza "Tráfico de entorpecentes" Drogas sem autorização ou em desacordo (Art.33, caput) - III- a infração tiver sido cometida nas dependências ou imediações de estabelecimentos prisionais.

A substância foi encaminhada ao Instituto de Criminalística para constatação, cujo laudo pericial de nº 348913/2021, deu positivo para Cloreto de Metileno/Diclorometano, com volume líquido de 1.140 mililitro(s).


A mulher foi presa em flagrante e ficou à disposição da Justiça. Foi aberto inquérito policial.

Atendeu a ocorrência a viatura M-333111 da 3ª Cia, equipe intermediária, Cb Pereira e Sd Ramaldes, com apoio da viatura do CGPIII, Sgto. Rondenelhe e Sd Calixto; e M-33304, Cb Alessandra e Sd Murilo.

156 visualizações