Cotia: Polícia Civil prende autores de sequestro relâmpago ocorrido na região


Dois homens e uma mulher tiveram a Prisão Temporária decretada.

Por Fau Barbosa

Nesta segunda-feira, 28, por volta das 16h, a Polícia Civil prendeu três indivíduos, entre eles uma mulher, pelo envolvimento em um roubo seguido de sequestro, ocorrido no último dia 23 de junho, no Jd. Barro Branco, em Cotia.


O Crime

A vítima, O.V.L., de 69 anos, contou à Polícia que por volta das 12h20 do dia 23/6, aguardava com seu carro estacionado na rua, enquanto D.F.M., de 27 anos, com quem tinha um relacionamento, estava em um salão de beleza. Quando ela saiu do estabelecimento e entrou no veículo, os dois foram abordados e rendidos por dois indivíduos desconhecidos, que mediante ameaça com arma de fogo, tomaram a direção do veículo.


Os bandidos deixaram o local levando as vítimas, e mandaram que estas cobrissem a cabeça. Elas foram conduzidas até o andar superior de uma construção inacabada, cuja localização era desconhecida, e onde estava um terceiro comparsa, que ajudou a mantê-los reféns. Foram subtraídos vários cartões e pertences pessoais do empresário. Ali, os bandidos obtiveram as senhas dos cartões, e efetuaram saques e movimentações bancárias no valor de R$ 50 mil reais. Os meliantes também tentaram fazer um empréstimo no valor de R$35 mil, porém não conseguiram.


Após manterem as vítimas reféns por cerca de quatro horas, o empresário, com a cabeça coberta por um casaco, foi escoltado por dois dos indivíduos até a Rua Guarujá, no Pq. Rincão, onde foi liberado.


No DP de Cotia, bastante assustado, o empresário disse aos policiais que a moça teria sido levada pelos mesmos indivíduos, porém não soube dizer onde ela foi deixada, nem o que havia acontecido com ela. Momentos depois, ele soube, por comentários dos policiais, que após os fatos a mulher teria estado na própria residência, saindo em seguida. Não havia informações sobre seu paradeiro nem sobre o que teria sido subtraído dela.


A Polícia Civil abriu Inquérito Policial para apurar os fatos.


A Prisão

A delegada Dra. Monica Gamboa solicitou, na madrugada de sábado (26), no Plantão Judiciário, a Prisão Temporária de três indivíduos envolvidos no caso, entre eles a namorada do empresário.

A delegada falou à reportagem do Portal Viva: "A vítima mantinha um relacionamento afetivo (Baby Sugar) com a tal mulher, já há alguns anos, porém ela tinha um namorado, que a pressionou a dar informações sobre o empresário. De posse das informações, inclusive de outros casos ocorridos na região, a Polícia Civil solicitou a quebra do sigilo telefônico e passou a fazer uma minuciosa investigação".


Segundo a delegada, foram feitas várias pesquisas e de posse das conversas obtidas no whatsapp, foi possível efetuar a prisão dos três nesta segunda-feira. Eles estavam em suas próprias casas, localizadas nos bairros Pq. Santa Rita de Cássia, Jd Miranda e Jd Arco Íris.


Foto: Arquivo/Portal Viva