top of page

Força-tarefa de SP ajuda vítimas da chuva no RS

Vídeos mostram a chegada de doações. Saiba como ajudar as vítimas da chuva.


Uma sequência de temporais que atingiu o Rio Grande do Sul afetou mais de 850 mil pessoas. De acordo com a Defesa Civil do estado, já são 111 pessoas desaparecidas e 276 feridos. Pelo menos 121.957 pessoas estão desalojadas e 19.368 estão em abrigos públicos. Já são 83 mortes registradas.


Segundo informações do Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos - SNIRH, da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, o Rio Guaíba, em Porto Alegre, atingiu a marca de 5,02 metros no último sábado, 4. A Capital gaúcha está em alerta máximo. Várias ruas do centro histórico foram alagadas.


Força-tarefa de SP

O Governo de SP encaminhou nesta segunda-feira (6) o primeiro lote de donativos às vítimas das fortes chuvas no Rio Grande do Sul. Mais de 13 toneladas de suprimentos essenciais como água potável, colchões e cobertores foram enviados ao estado. Além destes itens, São Paulo também disponibilizou 25 antenas para conexão à internet via satélite e nove geradores de energia elétrica, visando auxiliar no restabelecimento da comunicação e do fornecimento de energia elétrica nas áreas impactadas.


Os donativos partiram do Aeroporto de Congonhas com destino à cidade de Caxias do Sul em um voo da Gol.


Até essa segunda-feira, mais de 1.900 atendimentos já foram realizados pelas forças de segurança de São Paulo na região.


Policiais militares de São Paulo, com agentes do Corpo de Bombeiros e do Comando de Aviação, atuam na localização e socorro médico de vítimas soterradas, salvamento de pessoas ilhadas e busca de desaparecidos. Além de três helicópteros Águia, um avião King Air também foi colocado à disposição pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo para apoiar o transporte de equipes até o sul do país.


São mais de 60 agentes no socorro à população gaúcha, entre bombeiros, enfermeiros, médicos, geólogos e militares, além do apoio de dois cães farejadores. A Defesa Civil de São Paulo atua com 16 agentes e mais um geólogo.


Nesta segunda-feira, 40 profissionais da Sabesp partiram para o estado gaúcho. São 14 eletricistas, 14 mecânicos, seis agentes de saneamento e seis motoristas que atuarão diretamente na recuperação das infraestruturas de abastecimento danificadas pelas cheias. Também foram enviados ao Rio Grande do Sul sete veículos de tração 4×4 com equipamentos, ferramentas e materiais diversos, além de um furgão-oficina. Seis caminhões-tanque também serão encaminhados para ajudar na distribuição de água potável em Porto Alegre.


Até o início da noite do último domingo, 865 vítimas já tinham sido resgatadas pelo Corpo de Bombeiros em parceria com o Comando de Aviação. Os profissionais do Corpo de Bombeiros foram responsáveis por resgatar 668 pessoas. Já o Comando de Aviação, responsável pelos três helicópteros Águia, socorreu 197 pessoas e 29 animais. As equipes também utilizam sete embarcações na retirada segura de vítimas ilhadas pelas enchentes.


Neste quinto dia de atividades, o helicóptero Águia 33 foi acionado para realizar a remoção de um paciente com síndrome metabólica rara para um hospital em Porto Alegre. Ele estava em Camaquã, cidade a mais de 130 quilômetros da capital gaúcha. A utilização de UTI aeromédica foi fundamental para a continuidade do tratamento ao paciente. As outras duas aeronaves paulistas que estão no Rio Grande do Sul realizaram o transporte de cerca de 300 quilos de alimentos e 720 litros de água para as regiões mais afetadas pelas enchentes.


Doações

Pessoas físicas, entidades e empresas podem fazer doações.


O Fundo Social de São Paulo (FUSSP) e a Defesa Civil do Estado iniciaram uma campanha humanitária para arrecadar água potável, itens de higiene pessoal e limpeza para direcionar às comunidades afetas pelas chuvas no Rio Grande do Sul.


A prioridade neste momento é para água potável e produtos de limpeza e higiene – produtos como alimentos, calçados e roupas não estão sendo recebidos nos postos de arrecadação. Os itens devem ser entregues no depósito do Fundo Social, na Avenida Marechal Mário Guedes, 301, no bairro do Jaguaré, na capital, das 8h às 17h ou em qualquer uma das 241 unidades do Poupatempo.


O transporte para o Rio Grande do Sul será feito pelas companhias aéreas Gol, Azul e Latam de forma voluntária.


Cerca de 13,6 toneladas de doações arrecadadas já foram enviadas nesta segunda-feira (6).


Alguns itens específicos que são necessários:


  • Colchões (novos ou em bom estado);

  • Roupa de cama e banho (higienizados);

  • Cobertores (higienizados);

  • Água potável

  • Ração animal

  • Cestas básicas fechadas


⚠️ IMPORTANTE: os produtos devem ser entregues com o lacre original para garantir a integridade e segurança durante o transporte e distribuição, evitando contaminações, vazamentos ou danos que possam comprometer a utilidade dos itens.


Chuvas

A primeira imagem mostra a Grande Porto Alegre no dia 21 de abril, antes de chuva; depois, a mesma região nesta segunda (6), após as enchentes - Satélite Sentinel 2 via sistema Copernicus.

(Defesa Civil do Estado de SP)


Se você não pode ir até ao Fundo Social levar sua doação, você pode fazer sua doação em dinheiro para a Campanha SOS Rio Grande do Sul.

É muito bem-vindo quem deseja auxiliar com trabalho voluntário no depósito da capital, ajudando no transporte e na separação dos itens arrecadados. Para mais informações, entre em contato pelos telefones (11) 2193-6979 e (11) 3238-3944.


Colabore com essa ação. Toda ajuda é valiosa!


Imagens e informações: Defesa Civil de SP







コメント


bottom of page