Embu das Artes: Polícia Ambiental recebe denúncia de desmatamento no bairro da Ressaca


No local foi localizado um barraco e a área foi embargada.

Na última segunda-feira,21, por volta das 09h40, a equipe do 3° Pelotão da 2ª Companhia do 1° Batalhão de Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo, durante a Operação HURUCAN II, realizou o atendimento a uma denúncia de Degradação Ambiental (desmatamento e queimadas), em Embu das Artes.


No local, na Estrada do Japonês, s/n, no bairro da Ressaca, a equipe constatou desmatamento de 0,01 ha de vegetação nativa, secundária em estágio início de regeneração, em área de proteção e recuperação aos mananciais.

O desmatamento era para a construção de um barraco, onde reside uma família. Em contato com a moradora, após tomar conhecimento da presença da equipe, esta acompanhou na vistoria. Ao ser questionada sobre a autorização do desmatamento, respondeu não possuir e disse que estava tentando a autorização junto a prefeitura local.

Diante do fato, foi elaborado um auto de infração ambiental com multa, ficando a área embargada. Não foi constatado indício de queimada.


Atendeu a ocorrência a viatura A-01201 da Polícia Ambiental Cb A. Moraes, Cb Passos e Sd Natalia.


São Lourenço da Serra

Um outro local foi flagrado durante a Operação HURUCAN II, em São Lourenço da Serra. Os policiais chegaram em um terreno localizado na Estrada João Antônio Despézio, no Jd. Despezio, inserido em área de Proteção aos Mananciais bem como em área de Preservação Permanente.


No local foi constatada a degradação contra os recursos da flora em 03 áreas distintas, mediante o bosqueamento do sub-bosque de vegetação nativa secundária, em seu estágio inicial de regeneração, não sendo verificado na respectiva área indícios de uso fogo.

Foi elaborado o Auto de Infração Ambiental, com aplicação de três multas, sendo a primeira em área de 0,01 ha. de degradação em área de Preservação Permanente; a segunda em área de 0,04 ha. de degradação em área de Preservação Permanente; e a terceira em área de 0,25 ha. de degradação em área de Proteção aos Mananciais, todas com base no Art. 49 da Resolução SIMA 005/2021.


Atendeu a ocorrência a viatura A-01226, Cb Almir e Cb Lisboa.