Embu das Artes: Suspeitos de sequestrar motoristas são mortos após confronto com a Polícia


Denúncia Anônima desencadeou operação conjunta entre a Polícia Civil e Guarda Civil, libertou três vítimas que estavam em cativeiro e prendeu um dos sequestradores.

 

Por Fau Barbosa

Nesta terça-feira (7), por volta das 14h, dois indivíduos suspeitos de sequestrar três motoristas de caminhão e mantê-los em cativeiro, foram mortos durante um confronto com a Polícia Civil e Guarda Civil, em Embu das Artes. Um terceiro indivíduo foi preso e o quarto indivíduo, que fugiu, já foi identificado.


Os Policiais Civis haviam recebido uma denúncia anônima informando sobre a existência de um grupo criminoso composto por cinco indivíduos. Eles roubavam os caminhões na Rodovia Régis Bittencourt e mantinham os motoristas em cativeiro.


Segundo a denúncia, o cativeiro seria em um barraco, em uma área de invasão no Jd. Santo Antônio. Lá, as vítimas eram vigiadas e subjugadas pelos criminosos, até que o veículo chegasse ao destino pretendido.

A ação

Os Policiais Civis, apoiados pela Guarda Civil, foram ao local dos fatos, na Estrada Quinta do Morro, onde fizeram o cerco. Ao se aproximar do barraco usado como cativeiro, três indivíduos saíram em direção à área de mata e um deles efetuou disparos contras as equipes, que revidaram. Houve uma troca de tiros e dois indivíduos acabaram sendo alvejados. O Samu foi chamado e constatou o óbito dos dois. Um terceiro indivíduo foi baleado na perna, porém conseguiu fugir pelo mato.


Um terceiro indivíduo, que participava de toda a empreitada criminosa, não ofereceu resistência e se entregou, sendo preso em flagrante. Um quarto indivíduo conseguiu fugir, mas acabou sendo identificado ao deixar cair seu documento de identidade. O quinto elemento não foi encontrado no cativeiro.

Após o confronto, a polícia conseguiu encontrar e libertar três vítimas, motoristas de caminhão de 55, 32 e 29 anos, que teriam sido sequestrados pelo grupo. Elas estavam bem, com a integridade física resguardada.


O Sequestro x Roubo

As três vítimas relataram à Polícia que a dinâmica dos crimes foi a mesma. Elas foram abordadas por três indivíduos e levadas para um barraco que era usado como cativeiro. Neste barraco, havia um quarto indivíduo que os aguardava e cuidava do cativeiro.


As vítimas contaram à Polícia que estavam sequestrados há dois dias, sendo torturados para que efetuassem PIX. Os bandidos diziam que só as libertariam quando os seus caminhões chegasse ao Paraguai, onde seriam trocados por drogas. Os caminhões são um Scania 360 azul, com placas de Guarapuava/PR; um Scania trator vermelho, com placas de Cruz Alta/RS e um Volvo branco, com placas de Palmeira D´Oeste/SP.


Foi quando passaram a ouvir um tumulto do lado de fora do barraco e em seguida os disparos de arma de fogo. Em seguida, os Policiais entraram no barraco e os retiraram de lá.


A autoridade de plantão esteve no local, onde requisitou perícia, exame residuográfico e apreensão de armas. Foram apreendidos um simulacro de pistola em péssimo estado e um revólver Taurus calibre .38.

O caso foi registrado na Delegacia Central de Embu das Artes, em boletim de natureza "Homicídio (art. 121) - Morte decorrente de intervenção Policial"; "Roubo (art. 157) - exercido com violência ou grave ameaça, com emprego de arma de fogo e concurso de duas ou mais pessoas, mantendo a vítima em seu poder e restringindo sua liberdade" e "Legítima Defesa (art. 23, II)".


A Autoridade Policial determinou a Prisão em Flagrante de J.S.L., de 25 anos, determinando seu formal indiciamento, após ele ter sido reconhecido como um dos integrantes da quadrilha.

Atenderam a ocorrência as viaturas da Polícia Civil e da Romu da Guarda Civil, com apoio das equipes de drones e do canil da GCM de Embu das Artes.

153 visualizações