Governo de SP restringe circulação a partir de sexta-feira(26)


Restrição vai das 23h às 5h, após estado registrar recorde de internações em UTIs Covid. Medida segue até o dia 14 de março.

O governador de São Paulo, João Dória, anunciou em coletiva de imprensa nesta quarta-feira(24), que será adotada a restrição de circulação das 23h às 5h em todo o estado. A regra entra em vigor a partir desta sexta-feira (26) e vale até o dia 14 de março. Na prática, o Governo vai endurecer a fiscalização contra aglomerações em qualquer horário e eventos ilegais ou proibidos aos finais de noite e madrugadas.


A medida foi anunciada após o estado registrar recorde de internações por Covid-19 em UTI desde o início da pandemia, em fevereiro de 2020. Segundo o Governo, hoje são 6.500 pessoas na UTI, um aumento de 9%.

Com a restrição, espera-se reduzir aglomerações noturnas e festas clandestinas. Equipes do Procon-SP e das forças policiais da Secretaria de Segurança Pública vão atuar de forma conjunta para coibir o funcionamento de estabelecimentos não essenciais no período de restrição e os eventos ilegais. De acordo com o Diretor Executivo do Procon, Fernando Capez, os agentes de fiscalização vão multar comércios e empresas que descumprirem as regras do Plano São Paulo.


Segundo o Coordenador do Centro de Contingência do Covid-19, Paulo Menezes, a preocupação com o Carnaval já existia. "Tomamos uma série de medidas para que não houvessem aglomerações naquele período, acho que grande parte da população respondeu a esse apelo e medidas colocadas pelo Governo, mas infelizmente e particularmente na última semana nós estamos observando um aumento importante no número de novas internações no estado de São Paulo", disse. "Nos últimos 10 dias nós tivemos um aumento progressivo, batendo sucessivos recordes, com aumento de 660 pessoas (a mais) internadas em leitos de UTI

Para o Governo, sem as medidas restritivas e com esse ritmo de crescimento de pacientes internados em UTIs Covid, em 22 dias o estado poderia ter o esgotamento dos leitos de UTI.


Para João Gabbardo, coordenador executivo do Centro de Contingência, essas medidas tem objetivo não só de ampliar a oferta de serviços que é necessária, mas de poder agir na redução da transmissibilidade da doença, já que a variante que tem incidência elevada em algumas regiões, pode se alastrar rapidamente.


Saiba mais sobre a restrição de circulação:

  • Serviços essenciais podem funcionar no horário de restrição, como postos de gasolina, transporte público e supermercados, .

  • Bares, restaurantes e comércios não podem operar no horário. (Lembrando que esses estabelecimentos já tinham restrição pelo Plano SP e deveriam fechar às 20h ou às 22h, dependendo da região).

  • Haverá maior fiscalização no horário das 23h às 5h e a Polícia fará blitzes de orientação após as 23h.

"O transporte público não será interrompido. Ele será restringido, limitado, mas não será interrompido. Não vamos punir as pessoas que estejam retornando para casa. É um toque de restrição, não é lockdown", disse o governador.


A população pode ajudar, ligando para o disk-denúncia 0800-771.3541 e também pelo site do Procon-SP www.procon.sp.gov.br, informando sobre festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais.