Granja Viana: Após roubo à residência, três indivíduos são presos em flagrante


Roubo aconteceu na Av. Dona Cherubina Viana. Um quarto indivíduo fugiu e não foi localizado.

Por volta das 23h40 desta quinta-feira, 30, quatro vítimas foram rendidas por quatro bandidos armados em um assalto a uma residência na Av. Dona Cherubina Viana, no centrinho da Granja.

No local, a Guarda Civil conseguiu prender um dos indivíduos. Os outros três atiraram contra a guarnição e fugiram pulando às casas vizinhas.


Policiais Militares faziam patrulhamento na região, quando souberam, via Copom, que indivíduos armados teriam se evadido de uma viatura da Guarda Civil, após praticarem roubo a uma residência na Granja Viana.

De posse das informações, os policiais realizaram patrulhamento com vistas nas imediações. Na Avenida São Camilo, os policiais visualizaram dois indivíduos pedindo uma informação para o frentista no posto de combustível. Ao avistarem a viatura, se viraram bruscamente e saíram caminhando sentido a via, o que motivou a equipe a realizar a abordagem.

Ao posicionarem os indivíduos para revista, ambos demonstraram nervosismo e sudorese excessiva. Também foi feita uma busca minuciosa nas proximidades de onde foram abordados e os policiais localizaram uma pistola israelense marca Jericho calibre 9mm com 15 munições intactas.

Os indivíduos não portavam documentos de identidade. Na busca pessoal foram encontrados três celulares, chaves, R$ 47,70 reais em dinheiro, um maço de cigarros, cinco moedas de cunho sentimental, três isqueiros importados, uma carteira, um jogo de baralho, uma corrente/pulseira e duas maquininhas de cartão.

Momentos depois veio a confirmação da Guarda Civil de que os objetos encontrados seriam das vítimas. Elas tinham sido obrigadas a passar o cartão no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais).

Foi dada voz de prisão aos bandidos, com uso de algemas devido ao receio de fuga e para salvaguardar a segurança da equipe, sendo os dois conduzidos ao DP de Cotia.

As vítimas foram encaminhadas pela GCM à delegacia juntamente com o indivíduo preso no local, sendo todos reconhecidos sem sombra de dúvidas como sendo os autores do roubo e reconhecendo também os seus pertences.


Os fatos

A Guarda Civil foi acionada por uma mulher, informando que seu esposo e

sua filha não haviam retornado da casa de amigos. A viatura foi até o local, na Av. Dona Cherubina Viana, para fazer a averiguação, quando constatou que dentro da casa havia um Renault Logan branco com um indivíduo dentro. Sem saber do que se tratava, os guardas chamaram os proprietários da residência, quando esse indivíduo que estava dentro do carro saiu do veículo e atirou para cima de modo a amedrontar os guardas.

Diante do disparo, os guardas se abrigaram na viatura e o suspeito entrou novamente no veículo e tentou sair com o carro forçando o portão que estava fechado.

Os guardas mandaram que ele se rendesse, o que foi obedecido e o indivíduo se deitou no chão, onde foi algemado.

As vítimas estavam dentro da casa e uma delas, contando que estava com as mãos amarradas, afirmou que eram quatro indivíduos armados. Os guardas não localizaram mais ninguém na residência.

No local, ficou o veículo Renault Logan usado pelos ladrões. Ele estava abarrotado de objetos, roupas e eletrônicos (TVs e notebooks) pertencentes às vítimas.

O Roubo

Uma das vítimas tinha ido visitar a empregada da casa, que é sua amiga e já estava de saída com seu pai, que tinha ido buscá-la. Foi quando um carro branco entrou na frente do carro em que estavam, de onde saíram quatro indivíduos, todos armados, apontando as armas em sua direção. Dois indivíduos abordaram a moça e seu pai e outros dois foram até o portão onde estava a empregada e conseguiram segurar o portão. Os três rendidos foram então levados para o quarto da proprietária da casa, que estava fazendo sua filha de quatro anos dormir, sendo surpreendida por três indivíduos armados, dizendo que não

iriam fazer nada, mas que queriam dinheiro e joias. Segundo ela, todos estavam com luvas e máscaras. Estavam extremamente nervosos e agitados, ameaçando a todo momento, dizendo que iriam “derrubar todo mundo”, e fazendo piadas.

A vítima informou que sua mãe também estava na casa, em outro quarto e eles foram até lá, rendendo a idosa que estava deitada em sua cama. Foram pegando tudo no quarto e jogando tudo no chão. Segundo a vítima, ficaram ameaçando de “tudo”. Quando um deles tentava passar o cartão na maquininha e não estava conseguindo, acabou dando uma coronhada na cabeça da idosa. Um quarto indivíduo apareceu, e eles foram colocando as coisas dentro de uma mala.

A proprietária foi levada para o andar de baixo da casa para mostrar onde havia bens de valor. Na hora que eles iriam embora, amordaçaram todos com fita crepe, amarrando seus pulsos e seus pés com fios.

Em determinado momento, as vítima ouviram o pneu do carro cantando e logo após um disparo de arma de arma de fogo. Foi quando um dos criminosos foi até o quarto em que estavam amarradas e disse “sujou, sujou”. Ele levou a mãe lá para baixo e acabou sendo surpreendido pela Guarda Civil e se entregando.

Antes de se render jogou um revólver calibre .38 oxidado, sem coronha e com numeração raspada, além de municiado com quatro cartuchos picotados.

As quatro vítimas e o veículo Logan foram encaminhados ao DP pela Guarda Civil.


Três presos

A autoridade de plantão ratificou a voz de prisão e determinou o registro do Boletim de Ocorrência de natureza "Roubo mediante grave ameaça, com duas ou mais pessoas, mantendo a vítima em seu poder e restringindo sua liberdade e com emprego de arma de fogo".

O veículo, até o encerramento da ocorrência, não constava como produto de roubo.

Os bandidos, B.M.C., de 27 anos; L.G.J., de 24 anos e e B.D.C., de 21 anos ficaram presos e à disposição da Justiça. Um deles tinha passagem pela polícia por receptação (art.180) e por porte de arma de uso restrito (art.16). O outro tinha passagem por roubo (art.157).

Os três foram presos em flagrante e o delegado de plantão representou pela Prisão Preventiva, ficando os três presos e à disposição da Justiça.


Atendeu a ocorrência a viatura da Polícia Militar M-33306 - CGPIII, Sgto. Franco e Sd Calixto, com apoio da viatura M-33313, e da viatura 02-019 da GCM, GC Claudio e demais viaturas.


1,308 visualizações