top of page

Indivíduo é preso pela Guarda Civil após molestar duas menores em piscina de parque aquático

Homem já tinha sido preso duas vezes por estupro de vulnerável


Fau Barbosa

Um indivíduo de 41 anos foi preso por estupro de vulnerável pela Guarda Civil, na tarde desta segunda-feira, 4. A prisão aconteceu por volta das 15h50, em um parque aquático localizado na Estrada do Morro Grande, em Cotia


A viatura da GCM fazia patrulhamento quando foi acionada via Cecom para averiguar uma situação envolvendo duas adolescentes, de 10 e 11 anos. Os guardas foram até o local, onde uma testemunha informou que um indivíduo havia se aproximado das duas menores e passado a mão em suas partes íntimas. As meninas choravam muito e confirmaram a versão da testemunha. Ao indagarem o suspeito, ele negou os fatos, sendo conduzido à DDM - Delegacia de Defesa da Mulher de Barueri, onde foi preso em flagrante.


Os fatos

A mãe de uma das vítimas contou à polícia que a escola (de outro município) havia programado um passeio ao parque aquático para passar o dia no local. Por volta das 17h, ela ligou para a filha e foi atendida pela professora que contou que um indivíduo havia passado a mão nas coxas da menina e estavam indo para a delegacia.

A menina disse que estava bem e que estava na piscina quando um homem se sentou próximo à ela e puxou assunto sobre o tempo. Eles conversaram um pouco até que ele se aproximou mais e alisou as coxas da menina, próximo às partes íntimas. A menor ficou em choque e saiu do local, sem dizer nada a ninguém, porém ele a seguiu, então ela teria ido para outro lugar. Como ele fez a mesma coisa com outra menina, então resolveu contar à professora e ao monitor da excursão. A outra menina disse que estava na piscina quando o indivíduo começou a olhar para os seus "peitinhos". Passados alguns minutos, ele se aproximou e teria passado a mão no bumbum dela, que correu e contou para o monitor. Ao ser indagado, o homem disse que tinha "esbarrado sem querer" nas meninas ao nadar.


O monitor contou à polícia que estavam na piscina de ondas quando um indivíduo e uma mulher entraram na piscina. A mulher então teria saído da água e o homem se aproximou do grupo de crianças. O monitor passou então a observá-lo e viu quando ele passou a mão no bumbum de uma das meninas, que correu para o monitor bastante nervosa. Ele então avisou que iria chamar o segurança, quando o indivíduo saiu da piscina e pediu desculpas.


Após o almoço, as meninas foram para uma piscina rasa, quando o mesmo indivíduo apareceu e entrou na piscina onde voltou a importunar a outra menor. A menina saiu correndo da piscina, bastante assustada, e contou o ocorrido para o monitor. O homem então novamente saiu da piscina e pediu desculpas. O salva-vidas foi informado e disse que o Corpo de Bombeiros e a segurança já haviam sido avisados.


O homem foi detido e ao ser questionado se tinha passagem pela polícia, disse que sim, em 2005 e 2014, ambas as vezes pelo mesmo crime: Estupro de vulnerável.


Ele foi conduzido à DDM de Barueri, onde foi preso em flagrante por Estupro de vulnerável (art.217-A), sendo representada pela Autoridade Policial a conversão da Prisão em Flagrante em Prisão Preventiva.


Atendeu a ocorrência a viatura 011 da GCM de Cotia, GC´s Walace e Leandro.


O Portal Viva entrou em contato com o parque aquático, que nos encaminhou a seguinte nota:


"O Thermas da Mata informa que, no último dia 4 de dezembro, foi notificado um incidente em suas instalações. Imediatamente o caso foi direcionado para o distrito policial em Cotia para que as autoridades competentes pudessem tomar as devidas providências legais. O caso corre em sigilo.


Por meio de sua diretoria, o Thermas da Mata enfatiza que condena veementemente qualquer comportamento inadequado no parque aquático. Portanto, está sempre comprometida em criar um ambiente seguro, acolhedor e divertido para todos os seus visitantes e colaboradores."






1.237 visualizações

Comments


bottom of page