top of page

Indivíduo de 20 anos é preso em flagrante após matar o pai em Vargem Grande Paulista


Após o crime ele teria fugido para a casa da mãe, em Cotia, onde foi preso.


Fau Barbosa

Guardas Civis foram acionados por volta das 11h30 desta quarta-feira, 4, para atender ocorrência de homicídio, em Vargem Grande Paulista.


Ao chegarem ao local informado, na Chácara São Judas, encontraram a Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros, que informou que a vítima, de 53 anos, já estava sem vida, com sinais de violência no corpo e ferimentos produzidos por faca. O autor teria fugido do local após o crime.

Os guardas isolaram a área e avisaram a Autoridade Policial, que foi para o local.


Os fatos

Parentes da vítima contaram à Polícia que a vítima não havia saído com seu carro na noite anterior e recebeu apenas o filho em casa. Segundo os parentes, o homem teria um relacionamento conturbado com o filho, já que este seria usuário de drogas e já havia passado por diversas internações. A convivência entre o investigado e o pai não era harmônica e o filho era agressivo em relação ao pai, havendo histórico de agressões anteriores.


Os investigadores, após diligências preliminares, conseguiram imagens de monitoramento as quais apontavam que a última pessoa a ver a vítima com vida era o filho, que deixou a casa do pai por volta das 05h40, pouco tempo antes das testemunhas encontrarem o corpo.


Após o crime, ele foi flagrado pelas câmeras descendo a rua e seguindo em direção a uma empresa vizinha, onde abandonou a calça que trajava, com manchas de sangue da vítima.

Imagens mostram o filho descendo a rua após cometer o crime.

Calça usada pelo criminoso foi abandonada em um terreno e encontrada pela Polícia.


A prisão

Em pesquisas junto aos sistemas policiais e de posse do endereço mais provável onde ele poderia tentar se esconder, que seria a casa da mãe, os policiais civis seguiram para o Jardim Araruama, em Cotia. Ao baterem à porta da residência da mãe, foram atendidos pelo próprio filho, que num primeiro momento disse que seu irmão não estava em casa e que sabia que a polícia estava atrás dele pois o mesmo seria "traficante". O indivíduo informou que ali não haviam drogas e ainda convidou os policiais a entrarem na casa para examinar o local e constatar a veracidade do fato.


Os policiais então informaram que a diligência não tinha relação com drogas nem com o irmão, mas sim com ele mesmo e seu pai. Nesse momento o indivíduo contou que passou o dia anterior na casa do pai e que ele havia lhe trazido de carro para a casa da mãe por volta das 02h da manhã. A mãe do indivíduo disse à Polícia que ele não havia passado a noite em sua casa.


Sabendo que a versão do indivíduo era mentirosa, já que as imagens mostravam ele deixando a casa por volta das 05h40, o indivíduo foi conduzido ao DP de Vargem Grande Paulista, onde foi informado sobre os vídeos reunidos e acabou confessando o crime. O filho admitiu ter desferido ao menos três facadas em seu pai durante uma discussão contudo sustentou que o fez em legítima defesa, já que o pai teria lhe agarrado pelo pescoço na intenção de agredi-lo.


O indivíduo, de 20 anos, foi preso em flagrante e a Autoridade Policial, Dr. Marcos Loreto, determinou o registro do boletim de ocorrência de Natureza "Homicídio" (art.121), IV - à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido; II - por motivo fútil. O delegado representou pela Prisão Preventiva, sendo o indivíduo encaminhado à Cadeia Pública de Cotia.


O Crime

A reportagem do Portal Viva conversou com o delegado de Vargem Grande Paulista, Dr. Marcos Loreto. "O autor iniciou dando uma versão onde sustentava que o pai havia lhe dado uma carona durante a madrugada até a casa da mãe e que depois retornou para casa sozinho, porém após minucioso trabalho de investigação, com a reunião das imagens e a localização da calça com sangue por ele dispensada, o mesmo acabou confessando o crime", ressaltou Loreto


"A perícia constatou que a vítima tinha inúmeros ferimentos à faca (aproximadamente oito perfurações) sendo três delas nas costas, o que por si só afasta a hipótese de legítima defesa", disse o delegado. "Após esfaquear o pai, o filho não chamou socorro ou tentou socorrer o pai mas sim, o cobriu com um cobertor, limpou a cena do crime, arrumou a casa e ligou a TV na tentativa de dissimular a autoria do crime", relatou.

Segundo Loreto, o autor do crime não tinha ferimentos, o que torna improvável que tenha sido agredido pela vítima. A faca usada no crime foi localizada em um armário na casa do pai. "Ele lavou e guardou a faca", informou o delegado.


A ocorrência foi atendida pela viatura 10 da Guarda Civil, GC´s Fernandes e Devanir, com apoio das viaturas 20 - Insp. Anaxsandro e GC Mainente; 40 - GC´s Mendonça e Joarez; da viatura 006 de Cotia, GC´s Walace e Eli, e da UR-18202, Sgto. Dos Anjos.

1.300 visualizações

Comentarios


bottom of page