top of page

Indivíduo é preso em Mongaguá e confessa ter matado a própria mãe

Crime aconteceu em Barueri. Filho foi preso após tentar tirar a própria vida.


Fau Barbosa

Uma mulher de 50 anos foi encontrada morta dentro de sua residência na segunda-feira, 4, na Vila Engenho Novo, em Barueri. Segundo a Polícia Civil, ela teria sido asfixiada com uma blusa no pescoço.


Policiais Militares do 20ºBPMM faziam patrulhamento ostensivo na região quando foram acionados via Copom para atender ocorrência de encontro de cadáver em residência.

Lá chegando, os policiais encontraram a Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros, que informou que a mulher havia sido encontrada caída no chão do quarto, já em rigidez cadavérica, com um lenço amarrado no pescoço e uma escoriação no rosto.

A vizinha e irmã da vítima, havia visto ela caída pela fresta da janela e acionou a Policia Militar.

Local onde o crime aconteceu, em Barueri


O crime

Segundo a Polícia Civil, o filho da vítima, de 23 anos seria o principal suspeito. Foi apurado que à tarde ele chamou um transporte por aplicativo para ir até o litoral paulista. A motorista, que é vizinha da vítima contou à Polícia que o vizinho perguntou se ela faria uma corrida para a Praia Grande, pois ele tinha arranjado um emprego no local.


Ela falou para ele ir pegar suas coisas, porém o rapaz disse que não iria pegar nada. Durante o caminho a motorista percebeu que o rapaz estava bastante nervoso e fumou dentro do carro quase um maço de cigarro. Ela ainda perguntou se estava tudo bem, e ele disse que sim.


Ao chegar à Praia Grande ele pediu para ser deixado na praia e não em um local específico. Como o seu carro estava cheirando cigarro e iria incomodar se outro passageiro entrasse, a motorista foi pegar um “cherinho de carro” que estava debaixo do banco, quando viu que ali estava jogado, no chão do carro, um cartão e um telefone celular. Quando ela abriu a tela do aparelho viu a foto da vizinha e mãe do rapaz.

Ela então ligou para sua irmã para avisar a vizinha que o telefone dela estava dentro do seu carro. Foi quando a irmã foi ver na janela e viu a vítima caída no chão. O pagamento da corrida foi realizado com o cartão bancário da vítima.


A Autoridade Policial, o Delegado de Policia Titular do DP Central de Barueri, Dr. Andreas B. G. Schiffmann, com base nas versões apresentadas, determinou o registro da ocorrência sob a tipificação do crime de Homicídio Qualificado (art. 121, § 2º, II, III e IV do Código Penal). A Polícia aguarda novos elementos de informação, assim como o laudo pericial, para apurar as circunstâncias da morte da vítima e da possível autoria. "A motorista disse que o filho demonstrou muito nervosismo durante o trajeto e o pagamento foi realizado com o cartão bancário da vítima. As testemunhas já foram devidamente ouvidas e representamos pela prisão temporária do filho", disse o delegado à reportagem do Portal Viva.


Prisão

O filho foi localizado nesta terça-feira, 5, pela Romu de Mongaguá. Segundo informações, ele estava na plataforma de pesca tentando tirar a própria vida. Ele foi impedido e levado para o DP de Mongaguá, onde confessou o crime.


A equipe de investigadores do DP de Barueri foi para o litoral e na madrugada desta quarta-feira cumpriu o Mandado de prisão Temporária, trazendo o indivíduo para o DP de Barueri, onde está sendo indiciado por Feminicídio. O rapaz disse à Polícia que teve um surto. Mas os policiais suspeitam que ele queria comprar droga e a mãe teria negado o dinheiro.



53 visualizações

Comments


bottom of page