top of page

Itapevi inicia campanha de mutirão contra o mosquito Aedes


Ação começa no Jardim Rosemary; equipes de saúde e de limpeza visitarão o bairro durante toda a semana


A Prefeitura de Itapevi inicia, no dia 21 de janeiro, no Jardim Rosemary (sábado), das 8h às 14h, mais um mutirão contra o mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya.


A ação deve ser realizada em dias sem chuvas e acontecerá até maio. A cada sábado, as equipes realizam os trabalhos em um bairro específico, visitando casa por casa. Ao longo da semana, a atividade continua com conscientização dos moradores e na eliminação dos focos do mosquito em todas as ruas daquela região.


Para garantir a eficácia do mutirão, a Prefeitura utiliza equipes de agentes de saúde e de limpeza, que trabalham em parceria com o caminhão Cata-Bagulho, que percorre as ruas recolhendo móveis velhos e sem uso, assim evita locais com poças de água que facilitam a reprodução do mosquito.


Ruas Visitadas

No Jardim Rosemary, serão visitadas as casas das ruas Serra Formosa, Edwil dos Santos, Serra Geral, Serra do Dourador, Josenildo Tavares da Silva, Serra Leoa, Serra do Juquerê, Serra das Araras, Serra da Cantareira, José Januário, Serra da Lage, Serra dos Cristais, Serra do Bororó, João Inácio Veloso, Francisco de Souza, Pedro Dias da Rocha, Serra dos Farrapos, Serra das Balaiadas, Serra do Itaqui, Serra Negra e Serra de Itaberaba.


As ações devem ocorrer em dias sem chuvas, por conta da aplicação de larvicidas nos criadouros. Além do Jardim Rosemary, o bairro visitado no mês de janeiro será o Jardim Briquet (28). Em fevereiro, o mutirão percorre a região da Chácara Santa Cecília (4), Vila Dr. Cardoso (11) e Jardim São Carlos (25).


Em março, o bairro Vila Gióia (4) recebe o mutirão, assim como o Jardim Santa Rita (11), Parque Suburbano (18) e Parque Boa Esperança (25). Em abril, a ação continua nos bairros Jardim Hokkaido (1), Jardim Marina (15) e Jardim Portela (29). Em maio, as visitas se encerram na Vila São Francisco (6).


Para o sucesso da ação é importante que os moradores recebam os agentes, prestem atenção às informações e abram suas casas para vistorias de potenciais criadouros do vetor.


Foto: Pedro Godoy PMI

11 visualizações

Comentários


bottom of page