top of page

Itapevi: Motorista de aplicativo é rendida de madrugada por dois bandidos e feita refém

Após ser abandonada em uma rua erma, ela pediu ajuda e avisou a Polícia. Os dois foram presos em flagrante em Carapicuíba.


Fau Barbosa

Policiais Militares receberam a informação via rádio por volta das 00h50 desta quinta-feira, 14, de que um veículo Fiat Uno produto de roubo estaria pela Av. Desembargador Eduardo Cunha de Abreu, em Carapicuíba.


Os Policiais intensificaram o patrulhamento pela região e logo visualizaram o veículo transitando pela via. Foi dada ordem de parada, a qual foi ignorada pelo motorista.

O veículo logo passou a empreender fuga sendo de imediato acompanhado pelos Policiais. Próximo à estação, o veículo colidiu numa pilastra junto à via. No interior do veículo haviam três ocupantes, sendo que o motorista e o carona ainda tentaram fugir a pé, no entanto foram logo alcançados pelos Policiais.


O motorista, de 19 anos e o carona, um menor de 17 anos, foram identificados e ao serem indagados sobre o motivo da fuga, os dois confessaram que tinham roubado o veículo poucas horas antes, de uma motorista de aplicativo na cidade de Itapevi.


Já o terceiro ocupante, que estava no banco traseiro, permaneceu no veículo e não resistiu à abordagem, sendo também identificado. Ele não portava nada de ilícito e ao ser questionado sobre o veículo e sobre a fuga, alegou ser morador de rua e afirmou ter pego uma carona com os demais, com intuito de chegar à estação, que é onde costuma passar as noites. Ele afirmou não conhecer os outros dois indivíduos e tampouco ter ciência da origem do veículo.


O roubo

A motorista de aplicativo, de 29 anos contou à Polícia que recebeu uma solicitação de corrida de um "João" para ir do CDHU no bairro Vila Gioia, em Itapevi, para o bairro Santa Rita, na mesma cidade. Quando chegou no local marcado, um ponto de ônibus, dois homens estavam esperando.

Ela informou que não costuma abrir a porta logo de cara, sem verificar o nome dos passageiros e além disso, costuma olhar bem para quem vai entrar no seu carro.

No caso, os dois vieram na janela do carro, ela olhou para o rosto dos dois, e um deles conversou confirmando ser ele o tal “João” e só então abriu a porta para que eles entrassem e os passageiros entraram no banco de trás. Quando faltava dois minutos para finalizar a corrida a motorista foi enforcada, não sabendo dizer qual dos dois que a enforcou porque estavam os dois no banco de trás.


Nesse momento, para não perder o controle do carro, pisou no freio parando o carro onde estava. Foi quando o "João" saiu do carro, abriu sua porta e a arrancou do banco do motorista, forçando que ela entrasse no banco do passageiro. Segundo a motorista, a todo momento ele fazia menção que estava armado, mas não mostrou a arma. Ele assumiu o controle do veículo e o outro ficou no banco de trás e foi enforcando a motorista durante a viagem toda e dizendo que a mataria se gritasse.


Durante o trajeto, exigiu a senha do celular da motorista e fez com que desbloqueasse, falando que morreria caso digitasse a senha errada. Foi exigido que ela entrasse nos aplicativos de banco e que desbloqueasse tudo.


Depois, os ladrões foram até a Estrada Lucinda de Jesus, uma estrada de terra e sem iluminação, onde a abandonaram. Ela teve que voltar caminhando por cerca de 15 minutos até um local onde havia umas casinhas e lá pediu socorro, conseguindo um celular para entrar em contato com a família e com o 190.


Seu carro possuía rastreador e a motorista informou a localização à Polícia, que conseguiram prendê-los. Os assaltantes não conseguiram fazer transferências de PIX, pois o aplicativo pede reconhecimento facial e eles só tentaram depois que ela desembarcou, recebendo várias notificações das tentativas.


Ela não reconheceu o morador de rua detido pelos Policiais Militares como autor do roubo, pois ele não estava na hora do crime junto com os dois bandidos.


O caso foi registrado no 1º DP de Carapicuíba, em boletim de ocorrência de natureza "Roubo (art. 157) - Veículo § 2º, II - há concurso de duas ou mais pessoas; Corromper ou facilitar a corrupção de menor de 18 anos (244B) - L 8.069/90 - ECA - Caput ; Extorsão (art. 158) - Aplicativo de Mobilidade Urbana - o crime é cometido por duas ou mais pessoas (art. 158,§ 1º).

65 visualizações

Comments


bottom of page