Itapevi realiza I Encontro das Equipes Guardiã Maria da Penha


Evento reunirá as equipes de Itapevi, Barueri, Cotia, Embu, Jandira, Osasco, Santana de Parnaíba e Taboão da Serra

Em celebração ao Agosto Lilás, mês de conscientização contra a violência doméstica, a Prefeitura de Itapevi realiza, nesta terça-feira, dia 31, às 14h, o I Encontro das Equipes Guardiã Maria da Penha – Região Oeste. O evento promovido pela Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana acontecerá no auditório da Secretaria de Educação (R. Prof. Irineu Chaluppe, 65, Centro).

O encontro irá reunir as equipes de Itapevi, Barueri, Cotia, Embu, Jandira, Osasco, Santana de Parnaíba e Taboão da Serra com o objetivo de valorizar a participação das equipes Guardiã Maria da Penha no efetivo combate à violência doméstica por meio da fiscalização do cumprimento das medidas protetivas de urgência, deferidas às vítimas.

O evento contará com palestras ministradas pela delegada Priscila Camargo Campos Gonçalves, da Delegacia de Defesa da Mulher de Itapevi; pela secretária municipal de Segurança Urbana de São Paulo, Elza Paulina de Souza, e pela psicóloga Ana Carolina Fonseca.

Além das palestras, durante o encontro, os integrantes da equipe itapeviense serão agraciados com Moção de Aplauso, aprovada pela Câmara Municipal, em sessão do dia 15 de junho.


Combate e punição

Em Itapevi, a proteção à mulher vítima de violência doméstica é levada a sério e conta com uma ampla rede de prevenção, assistência e repressão a este crime.

A Equipe Guardiã Maria da Penha foi exclusivamente treinada pelo Ministério Público, para atender e assistir às mulheres vítimas desta violência. O programa é uma parceria entre Prefeitura, Ministério Público e Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que atua tanto na prevenção quanto na repressão de crimes contra a mulher, crianças e adolescentes.

O atendimento Social também é fundamental para garantir a rede de apoio. Por isso, a Prefeitura mantém equipes treinadas dos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) para identificar ocorrências, prevenir riscos e também promover ações que estimulam a autoestima da mulher e o fortalecimento dos vínculos familiares.

Já o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) orienta e oferece acompanhamento psicológico e social, fazendo, quando necessário, o encaminhamento das vítimas à Casa Abrigo, mantida pelo CIOESTE, consórcio de municípios da região.

O Centro de Referência de Saúde da Mulher (CRSM) é outro importante elo desta rede de proteção, realizando acompanhamento médico e psicológico para as vítimas.

Por fim, o acompanhamento jurídico oferecido no Resolve Fácil, pela OAB, oferece o suporte jurídico que auxilia e orienta sobre guarda dos filhos, divórcio, pensão alimentícia e medidas protetivas para assegurar direitos e proteção às vítimas.


Como Denunciar

Atendimento 24h

Disque 180

Polícia Militar 190

Guarda Municipal 199


Foto: Felipe Barros exLibris PMI

18 visualizações