top of page

Jandira: Diretora de escola estadual vê postagens feitas por aluno e chama a Polícia


Uma faca foi encontrada na mochila do adolescente.


Fau Barbosa

Policiais Militares foram acionados nesta segunda-feira, 10, a comparecer em uma escola estadual em Jandira, para uma averiguação a respeito de aluno que supostamente estaria armado e com um capuz.


Ao chegarem ao estabelecimento de ensino, por volta das 14h50, os policiais foram recebidos pela Diretora que lhes mostrou alguns "prints" de tela de uma postagem feita por um aluno. Ela contou aos policiais que naquele mesmo dia tomou conhecimento através de pais de alunos, que um aluno da escola teria feito postagens no status do whatsapp sugerindo que iria realizar algum "ataque" no local, colocando figurinhas de uma arma e de uma touca/máscara.


Na outra postagem no status teria escrito: "PSR QUE VAI TER". Por cautela, e devido aos episódios recentes de ataques a estabelecimentos de ensino diversos, a diretora decidiu acionar a Polícia Militar.


Os policiais então aguardaram o aluno que, tão logo chegou à escola, foi abordado. Em um local adequado, foi feita uma averiguação e uma faca foi localizada no interior de sua mochila.

Questionado sobre o porquê de estar em posse daquela faca, o adolescente, de 16 anos, inicialmente alegou que tinha a intenção de se matar. Em uma segunda versão, alegou que iria utilizá-la para defender sua vida e de seus colegas em caso algum eventual ataque naquela escola.


Foi feito contato com o pai do aluno, para que comparecesse à escola e acompanhasse seu filho, que em razão dos fatos, seria conduzido para a Delegacia de Polícia. Perguntada sobre o comportamento do aluno na escola, a diretora respondeu que "ele é um aluno que não dá problemas, porém é muito isolado dos demais alunos, muito quieto e calado".


Segundo o boletim de ocorrência, o pai contou à polícia que o adolescente vivia sob sua guarda e posteriormente, a contragosto do próprio adolescente, a mãe conseguiu a guarda na Justiça. Entretanto, em 2021, o adolescente teria sido abandonado pela mãe e voltou a residir com o pai e a avó. Devido a estes fatos, ele passou a ter problemas psicológicos e estava passando por atendimento junto ao Conselho Tutelar de Jandira.


A Autoridade Policial, delegado Dr. Sergio Augusto de M. Melo, determinou o registro do boletim de ocorrência de "Ato infracional de Ameaça" (art. 147), apreendendo o aparelho celular do adolescente, assim como a faca. O caso foi encaminhado para a Vara da infância e Juventude de Jandira., sendo o adolescente liberado ao seu responsável legal para ser apresentado ao representante do Ministério Público.

283 visualizações

Comments


bottom of page