top of page

Morre advogado baleado pela própria arma durante exame de ressonância magnética


Morreu nesta segunda-feira, 06, o advogado Leandro Mathias de Novaes, de 40 anos, atingido por um disparo da própria arma de fogo enquanto acompanhava a mãe em um procedimento de ressonância magnética em São Paulo.


O advogado estava internado na UTI desde o dia 16 de janeiro, após passar por três cirurgias. Ele deixa a mãe, a esposa e um filho.


Entenda o caso

O caso ocorreu dentro de um laboratório no Jardim Paulista, em São Paulo, na tarde do dia 16/1.

O advogado portava uma pistola calibre 9 milímetros, um pente extra carregado e cerca de 30 munições. Após orientação, ele teria guardado o pente extra e as munições, mas deixou a pistola na cintura durante o procedimento. Foi quando ele se aproximou para ajudar a posicionar a mãe, que estava deitada na maca e que entraria na máquina de ressonância magnética.

Mesmo tendo ficado a um metro de distância da máquina, a arma foi atraída como um imã e após bater na parede do aparelho médico, disparou na direção do abdômen do advogado.


A OAB Cotia, onde o advogado atuava, se manifestou em nota nas redes sociais:

"É com profundo pesar que a OAB Cotia comunica a todos os colegas advogados a perda inesperada do nosso querido amigo e advogado Dr. Leandro Mathias de Novaes. Lamentamos a perda e nos solidarizamos com a família neste momento de dor."


Imagem: Redes Sociais



242 visualizações

Comments


bottom of page